Vitrine digital: uma maneira eficiente de conquistar clientes a baixo custo no PDV

Você já reparou como nossa decisão é influenciada pelo apelo visual? Nossos sentidos possuem uma influência tremenda sobre os desejos que possuímos, e isso é algo que pode ser explorado nos pontos de venda!

O conceito de marketing sensorial (que aborda o poder dos 5 sentidos dentro das estratégias de vendas) está se tornando cada vez mais popular e eficiente, e o melhor de tudo: não é preciso realizar grandes investimentos para conquistar mais clientes.

Existem novas mídias que podem ajudar nessa missão de conciliar o marketing sensorial com o aumento das vendas, e um dos mais eficientes é a vitrine digital.

Mas o que é a vitrine digital?

Essa forma de marketing também é conhecida como TV corporativa. Na prática, são TVs estrategicamente posicionadas dentro de estabelecimentos comerciais e que transmitem imagens e mensagens previamente programadas, de acordo com o objetivo. É uma maneira de divulgar os serviços de sua empresa utilizando a visão como grande chamariz para conquistar o consumidor.

Acompanhe nosso conteúdo e descubra por que a vitrine digital é um das ferramentas mais eficazes para os Ponto de Venda (PDV) ampliarem seu escopo de clientes. Confira!  

Marketing sensorial, a arma da vitrine digital

Retomando o conceito de Marketing Sensorial, “nosso corpo fala e expressa nossos desejos” — esse é o combustível que move o marketing sensorial.

De acordo com Schmitt e Simonson, dois dos maiores pesquisadores do marketing na era digital, o apelo sensorial tem como objetivo seduzir o consumidor por meio de mensagens capazes de atingir o hemisfério direito do cérebro (o que controla as emoções) e não o hemisfério esquerdo, que é o responsável pela razão.

As formas que as empresas utilizam esta técnica varia muito de acordo com o nicho, mas, em linhas gerais, é possível utilizar de todos os sentidos com o intuito de vender mais. Essa forma de propaganda pode ser resumida na função de persuadir a comprar por meio das sensações.

E a vitrine digital se apresenta como uma poderosa ferramenta para cativar por meio da visão. Estímulos visuais são velhos conhecidos do marketing e da publicidade, que usam e abusam desse recurso para persuadir o público e criar a sensação de desejo sobre um produto.

Como usar uma vitrine digital?

É provável que você já tenha visto uma vitrine digital em algum momento, mas é muito pouco provável que você tenha visto ela ser utilizada da maneira mais eficaz. Veja a seguir algumas formas de usar o recurso de TV no seu negócio:

Vitrinismo

A aparência de uma loja é tudo. Os consumidores são atraídos pela observação dos produtos que estão na vitrine. Apesar disso, na vitrine “comum” não existe interatividade e os produtos muitas vezes não conseguem fazer a atração por si só. O uso da TV auxilia na construção de uma mensagem mais forte, impactante e direta, algo fundamental para montar um bom display.

Com uma vitrine digital, você pode mostrar mais produtos do que apenas os disponíveis na vitrine e pode aproveitar a atenção dos passantes para divulgar promoções, estimular a entrar na loja e até mesmo engajar nas redes sociais!

Cardápios digitais

Outra forma de usar a vitrine digital é em bares e restaurantes que pretendem tornar a experiência de seus clientes ainda mais interessante e proveitosa. Os cardápios antigos podem ser substituídos ou auxiliados por versões digitais.

Ao disponibilizar o cardápio na TV, o estabelecimento fortalece o desejo através do apelo imagético. É possível, por exemplo, colocar uma fumaça na imagem para parecer que o produto acabou de sair do forno. Esse apelo de um produto fresco é um método muito utilizado em franquias de fast food. A grande estratégia para seduzir quem está com desejo é dar ainda mais desejo!

Decisão no PDV

É no ponto de venda que as coisas realmente acontecem. Este dado é fruto de uma pesquisa elaborada pela Nielsen, uma das maiores agências de pesquisa do mundo. O levantamento revelou que 70% das decisões ocorrem no PDV, por isso, é importante estimular o consumidor ao máximo quando ele já se encontra dentro do Ponto de Venda.

Seu engajamento para compra é alto e o poder de persuasão se amplia, mas é preciso aprender a captar este feeling e convertê-lo em uma venda, e é isso que o marketing sensorial e a vitrine digital podem fazer pela sua empresa: provocar ainda mais o desejo de compra.

Um dos maiores benefícios da TV é exatamente esse: gerar o desejo de comprar, especialmente pela visão. Quer saber quais são os motivos para ter uma TV corporativa em seu negócio? Acompanhe mais conteúdos produzidos pela nossa equipe!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *