Os 5 passos para a terceirização de projetos ser um sucesso

A terceirização de projetos no segmento de tecnologia de informação (TI) permite a elaboração e aplicação de soluções altamente especializadas, com a utilização de mão de obra externa.

Como solução que entrega um alto nível de performance, com eficiência e potencial de escalabilidade, o outsourcing em TI precisa ser bem aplicado para que os resultados estejam adequados às expectativas do contratante e dentro do espectro de atuação do contratado.

Entenda, neste artigo, como agir para investir na terceirização de projetos de maneira acertada. Veja como a solução, quando bem aplicada, pode entregar ótimos resultados, com alto nível de qualidade e satisfatório valor agregado para a sua empresa!

1. Defina o projeto de maneira clara

Os investimentos em TI devem chegar a US$3,7 trilhões em 2018. Para acompanhar o ritmo, uma aposta pode ser a terceirização de projetos. O primeiro passo para tal está na estruturação do acordo entre as partes! É essencial que ambos saibam quais seus deveres e obrigações, assim como qual é o objetivo do serviço a ser prestado.

Para evitar qualquer tipo de problema, devem ser incluídas todas as questões relevantes no contrato para o serviço a ser terceirizado. O alinhamento de um SLA, por exemplo, define diretrizes importantes. No documento devem constar todos os aspectos do serviço a ser prestado, da qualidade aos prazos.

2. Estabeleça métricas a serem acompanhadas

Com o projeto registrado em contrato, é preciso escolher por quais métricas ou dados a evolução será avaliada. Nessa fase, é essencial indicar quais são as métricas de performance esperadas, assim como os objetivos a serem alcançados após determinado espaço de tempo.

Essas métricas devem ser capazes de indicar a qualidade dos serviços prestados, assim como prazos contratuais. No caso de TI, alguns Key Performance Indicators (KPI) a serem acompanhados são:

  • custos;
  • qualidade dos serviços;
  • andamento dos projetos.

Os dados devem estar alinhados às melhorias ou às entregas esperadas com a contratação da empresa terceirizada — permitindo a análise crítica da efetividade do projeto.

3. Indicar os prazos e as ferramentas que serão necessárias

Ter conhecimento dos prazos a serem utilizados, assim como dos recursos que são necessários, faz com que seja possível se preparar melhor para a aplicação prática do projeto. Afinal, podem ser necessários investimentos que vão além do esperado.

Eliminar as barreiras entre TI e negócios e apostar fortemente nas ferramentas de gestão ajuda na implementação prática do projeto, assim como no seu acompanhamento.

4. Acompanhar o trabalho do parceiro estratégico

Utilize ferramentas que permitam acompanhar a evolução do trabalho realizado na terceirização de projetos. Para que possam ser tomadas decisões no momento necessário, é importante estar por dentro do desenvolvimento do trabalho — sempre de olho nas métricas e no que foi contratado, para não criar entraves de maneira desnecessária.

5. Contar com planos reserva

Ao estruturar um plano para a terceirização dos projetos, lembre-se de incluir alternativas que possam vir a ser utilizadas caso os indicadores de desempenho não sejam os esperados. Ao registrar o contrato o outsourcing da gestão de projetos, lembre-se de incluir uma segunda possibilidade (um plano B) para a solução do problema em questão.

Observar e acompanhar a implementação na terceirização de projetos é parte importante do processo de gestão de outsourcing. Assim como seguir uma série de protocolos ou cuidados para que ocorra o resultado esperado.

O que achou das nossas dicas? Assine a nossa newsletter e receba informações exclusivas de liderança e transformação digital no seu e-mail!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *