5 tendências do setor jurídico para 2019

Apostar nas tendências do setor jurídico é fundamental para melhorar a prestação de serviços e obter resultados mais expressivos. Atualmente, acompanhar as inovações – principalmente tecnológicas – é importante para todas as empresas. Logo, na área do jurídica não seria diferente.

Para advogados, por exemplo, que precisam de destreza no atendimento ao cliente e excelência nos deveres jurídicos, o uso de soluções inovadoras auxilia a otimizar o gerenciamento de contratos e demais documentos. Além de proporcionar mais produtividade, maior controle dos processos e reduzir custos operacionais.

Com isso, você não apenas aumenta a satisfação dos clientes, como também consegue aproveitar seu tempo em questões mais estratégicas – melhorando ainda mais a qualidade do serviço oferecido.  

Diante disso, separamos 5 tendências do setor jurídico para você não ficar para trás em 2019.

Confira!

As 5 principais tendências do setor jurídico para 2019

1. Proteção de dados

Proteção de dados

Assim como uma das maiores tendências do mercado atual é recorrer à tecnologia, também é igualmente crucial se atentar para a segurança dos dados obtidos por meio dela.

O número de incidentes cibernéticos tem crescido. E o setor jurídico, mais do que qualquer outro, sabe o quão fundamental é preservar suas informações.

Isso porque o jurídico trabalha com muitos documentos de clientes e fornecedores e, muitas vezes, até com dados sigilosos. Por isso, uma tendência em que você precisa apostar o quanto antes é a cyber security.

As medidas de segurança cibernética são fundamentais para os profissionais do meio se prevenirem contra malwares, vírus, ransomware, phishing links e demais tipos de ciberataques.

2. Assinatura eletrônica

Assinatura eletrônica

Outra tendência do setor jurídico que também visa manter a segurança e a confidencialidade dos documentos é a assinatura eletrônica.

É preciso considerar, ainda, que trabalhar com muitos documentos e assinar cada um deles à mão pode atrasar processos. Isso sem mencionar o desperdício de tempo em uma atividade que poderia ser automatizada.

A assinatura eletrônica, portanto, facilita tudo isso. Além de economizar papel e reduzir trabalhos repetitivos, esse recurso utiliza criptografia – o que garante mais proteção aos documentos. Ademais, oferece mobilidade: o documento pode ser assinado de qualquer lugar, facilitando os trâmites processuais. E tudo isso com validade jurídica.

3. Digitalização dos contratos

Digitalização dos contratos

A digitalização dos contratos é mais uma tendência do setor jurídico. Sabemos que, para firmar um documento desse tipo, muitas etapas são necessárias: criação e redação do documento, revisões e alterações, aprovação dos envolvidos, etc.

Para ajudar na gestão, os contratos digitais ou contratos eletrônicos vieram para ficar. O acordo pode ser realizado em ambiente virtual – o que reduz custos, facilita o trabalho e agiliza todo o processo.

O uso de softwares jurídicos também vem sendo cada vez mais adotado por advogados e departamentos jurídicos das empresas para realizar a digitalização. Esse recurso ajuda a gerir o volume de documentos jurídicos – da criação até o encerramento – garantindo mais organização, rapidez e segurança.

4. Armazenamento na nuvem

Armazenamento na nuvem

Essa é uma tendência que já se firmou como realidade nas mais diversas áreas. E sobretudo no Direito, que lida com um alto volume de informações, o armazenamento na nuvem proporciona muitos benefícios.  

Manter materiais jurídicos em dispositivos físicos ou apenas usá-los de modo offline pode gerar muitos problemas: as diferentes versões de um documento podem ficar desorganizadas, gerando confusão quanto às informações. Não ter fácil acesso a toda papelada jurídica pode dificultar, ainda, o cumprimento de prazos. E, na pior das hipóteses, algum documento pode até acabar sendo perdido ou esquecido!

Por outro lado, com o armazenamento na nuvem é possível editar, revisar e compartilhar os documentos de um jeito muito mais eficaz. Além disso, a ampla capacidade da nuvem permite salvar uma gama de documentos jurídicos em um só local. E possibilita, ainda, que todos os envolvidos tenham acesso aos processos – a qualquer hora e de qualquer lugar.

5. Inteligência artificial

Inteligência artificial

Nos tempos de transformação digital que vivemos atualmente, a Inteligência Artificial (IA) é algo cada vez mais presente. Uma das maiores tendências atuais, essa tecnologia ajuda a automatizar processos, agilizar trabalhos operacionais, analisar dados e solucionar dúvidas rapidamente, dentre outras funções.

O foco da IA é criar soluções inovadoras a fim de facilitar a vida das pessoas. Um exemplo disso no setor jurídico são robôs  que ajudam advogados a realizarem atividades repetitivas, automatizar o preenchimento de dados jurídicos no sistema da empresa e otimizar o trabalho dos profissionais.

Portanto, para não ficar para trás, explorar as tendências em IA para a área do Direito e inovar na gestão de documentos jurídicos tem se tornado fundamental para ganhar competitividade no mercado.

E você? Já está preparado para aplicar essas tendências do setor jurídico na sua empresa? Fique atento às novidades da era digital e garanta soluções que proporcionem resultados ainda melhores!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *