Confira quais são as tendências para o setor de Tecnologia de Informação em 2019!

O Brasil está entre os melhores mercados mundiais de TI, representando cerca de 1,9% das vendas de hardware, software e serviços globais. O país é o 9º maior mercado do mundo e também representa 36,5% das vendas totais do setor na América Latina, muito à frente do México, por exemplo, que ficou em segundo lugar com uma quota de mercado de 22,9%.

Em um momento em que o cenário econômico no Brasil inspira retomada, os empreendedores do segmento de TI avançam investindo no setor. É nesta fase que muitas empresas dos mais variados setores enxergam, em produtos e serviços oferecidos por empresas de tecnologia, uma alternativa para melhorar a eficiência na gestão dos negócios e reduzir custos em seus processos. Os investimentos em tecnologias capazes de gerar benefícios, reduzir custos e trazer um ganho real são a primeira alternativa para manter a competitividade e aumentar a produtividade e rentabilidade do negócio.

Em 2018, as expectativas para o mercado de tecnologia da informação foram otimistas, com a IDC prevendo 2,5% de crescimento e o Gartner estimando um aumento de 2,9% no setor e gastos de R$ 236,1 bilhões. Segundo a 28ª Pesquisa Anual do Uso de TI da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o ano deve fechar com crescimento de 8,1% da relação investimentos e receita. 

Para o próximo ano, o mercado de TI mundial, somará o valor de US$ 3,8 trilhões, crescimento de 3,2% em relação a 2018. Por isso, apostar nas tendências para o setor de TI se tornou essencial. Confira!

Digitalização e uso da nuvem

Para o próximo ano, as estimativas são de um mercado que busque por iniciativas inteligentes, inovadoras e avançadas. A sustentabilidade é um tema que continua em alta e com o advento da tecnologia, atualmente existem diversas soluções para o problema do excesso de papel devido o aumento de informações a serem processadas. A tecnologia de armazenamento em nuvem, por exemplo, transformou de forma definitiva a rotina burocrática das empresas, e hoje o arquivamento físico está sendo substituído pelos acervos digitais.

Segundo o Gartner, no ano de 2019, mais de 30% dos investimentos em software pelos 100 maiores fornecedores terá sido migrado para a nuvem. E até 2020, será registrado um valor de aproximadamente 72 bilhões de dólares de consumo por empresas de assinaturas e serviços em nuvem. O processo de digitalização de documentos é apenas o início desse processo. Além de otimizar o espaço físico, a empresa deve estar atenta para a circulação, a forma de acesso e arquivamento seguro destes dados.

Gerenciamento e tomada de decisão

Os diversos softwares e ferramentas específicas para o gerenciamento dos negócios disponíveis no mercado atendem os mais variados tipos de projetos em etapas diversificadas. Para aumentar a circulação da informação, permitir análises sobre métricas e resultados que facilitem a tomada de decisões, evitando erros e o retrabalho, armazenar dados com segurança, e, principalmente, diminuir o tempo de execução de tarefas, a tecnologia se torna essencial para aumentar a produtividade no trabalho.

Inteligência Artificial

Em busca de valor agregado e menores custos, as empresas devem buscar novos modelos de negócios que serão tendência em 2019 e nos próximos anos.

De acordo com a Tata Consultancy Services (TCS), 84% das empresas consideram o uso da Inteligência Artificial essencial e crucial para a competitividade nos negócios, com mais 50% dos entrevistados afirmando que a tecnologia pode ser transformadora no âmbito empresarial.

Além disso, uma das tendências para o setor de TI para o próximo ano promete ser dedicado à coinovação, em iniciativas que promovam processos mais flexíveis para o surgimento de novas ideias e criação de um ambiente mais competitivo.

IoT

A Internet das Coisas (Iot) está conquistando cada vez mais aparelhos que antes funcionavam desconectados. Atualmente, o recurso se tornou um dos pilares da Indústria 4.0, conceito que está revolucionando a indústria a partir da integração de tecnologias digitais, físicas e biológicas.

O Gartner estima que a Internet das Coisas será incorporada por 95% dos eletrônicos até 2020. A diminuição dos custos de dispositivos e a utilização do gerenciamento de smartphones e controle na nuvem vão estimular a utilização da ferramenta com aumento de interesse.

Além das demandas domésticas, em volume crescente, a própria indústria pode se beneficiar da IoT para melhorar seus processos, potencializando as vantagens da tecnologia para maior eficiência produtiva, melhorando efetivamente as vendas, cortando custos e atraindo novos clientes.

Mercado de trabalho: profissões de destaque em 2019

No setor de tecnologia, a profissão de maior destaque é a de desenvolvedor mobile. A Robert Half divulgou o Guia Salarial 2019, o relatório aponta que as habilidades mais demandadas na área de tecnologia são visão estratégica, boa comunicação e a facilidade de outros idiomas.

E a sua empresa, já está pronta para o mercado e as tendências para o setor de TI do próximo ano? Compartilhe suas dúvidas e expectativas com a gente!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *