Entenda como fica a segurança digital com a Internet das Coisas (IoT)

A Internet das Coisas (IoT) está mudando a forma como empresas realizam negócios: os gadgets e sensores conectados permitem que empreendimentos tenham um conhecimento maior sobre a sua rotina, reduzam o número de erros e tornem as suas cadeias operacionais mais automatizadas. Junto a isso, há a possibilidade de reduzir custos e gerar mais competitividade.

Porém, assim como todo investimento em tecnologia, a Internet das Coisas pode impactar a segurança digital dos negócios. Confira abaixo como isso ocorrerá e saiba as melhores estratégias para proteger-se contra ameaças digitais!

Como a Internet das Coisas impactará o seu negócio?

Empresas trabalham continuamente para otimizar a sua cadeia operacional e encontrar formas de tornar os seus serviços mais eficientes. Em muitos casos, esses objetivos são atingidos com o apoio da tecnologia — soluções digitais permitem que empreendimentos reduzam custos, ampliem a sua produtividade e tenham um melhor direcionamento das suas estratégias comerciais.

Nesse cenário, a Internet das Coisas destaca-se pelo impacto que pode causar em várias áreas de uma companhia. A área de logística, por exemplo, ganha mais capacidade de rastrear atrasos com sensores que demonstram o status de uma entrega em tempo real. Já sensores de presença podem ajustar a temperatura de ambientes automaticamente, reduzindo os custos com ar-condicionado.

Em fábricas, a vibração excessiva de máquinas é detectada automaticamente. Assim, gestores podem executar manutenções corretivas antes que pequenos problemas causem grandes prejuízos. As opções são infinitas e não param de crescer: segundo pesquisa do Gartner, as despesas de negócios com a Internet das Coisas representam 57% de todo o gasto com IoT em 2017.

Em todos os casos, a Internet das Coisas apresenta-se como uma oportunidade para empresas serem mais eficazes, econômicas e inteligentes.

Quais os desafios de segurança digital causados pela Internet das Coisas?

Assim como outras ferramentas de TI, a integração de dispositivos da Internet das Coisas na rotina do negócio pode criar um ambiente de trabalho mais vulnerável e suscetível a ataques. O número de aparelhos que podem ser utilizados para ataques é ampliado, assim como a quantidade de softwares conectados à web. Consequentemente, os desafios dos times de segurança digital tornam-se mais complexos.

Cada novo dispositivo representa um ponto a mais para ser monitorado, verificado, otimizado e atualizado, sempre. Portanto, é fundamental que o empreendimento esteja atento à necessidade de verificar políticas de segurança digital e privacidade, para que todos possam aproveitar os benefícios da Internet das Coisas sem comprometer sua proteção.

Como investir na Internet das Coisas sem comprometer sua infraestrutura?

Apesar dos riscos, a possibilidade de realizar um investimento na Internet das Coisas não deve ser descartada por nenhuma empresa. Contornar possíveis ameaças de segurança digital é algo viável, desde que ocorra um planejamento adequado por parte do empreendimento.

Revisão das políticas de segurança

Todas as políticas de segurança digital devem ser revisadas, de modo que a inserção de novos equipamentos seja coberta por elas. Se necessário, a empresa pode adotar uma ferramenta de monitoramento mais abrangente, reduzindo as chances de vulnerabilidade de rede e otimizando o alerta de tentativas de ataque.

Atualização de dispositivos e senhas

A atualização dos dispositivos e a troca de senhas de administração é algo básico. A empresa precisa manter sempre a última versão dos softwares adquiridos para controle dos aparelhos da Internet das Coisas, diminuindo a exposição de usuários a brechas de segurança digital.

Segmentação da rede

Se possível, segmente a sua rede. Dessa forma, qualquer tentativa de invasão será mitigada rapidamente, reduzindo as chances de um ataque afetar toda a operação da empresa.

Investindo nessas medidas, o negócio pode manter a segurança digital em dia e adotar sem medo uma das principais tendências de TI dos últimos anos.

Se você gostou de saber mais sobre os impactos da Internet das Coisas, aproveite e descubra como a análise de dados vai revolucionar a gestão empresarial! Boa leitura e até a próxima!

Artigos relacionados

2 Comentários


  1. Boa tarde.
    Meu nome é Fábio e sou de São Paulo Capital.
    Gostei do artigo tanto que me surgiu uma dúvida:
    Internet das Coisas e Inteligência Artificial tem alguma relação entre si?
    Obrigado pela atenção.

    Responder

    1. Olá Fábio, agradecemos pelo seu comentário.
      Essas duas tecnologias se unidas, permitem inovações em sistemas de gestão e otimiza o desenvolvimento de produtos.
      Estão ligadas a partir do momento em que a IA apura os dados gerados e permite que sejam utilizados de forma otimizada pela IoT.
      A Inteligência Artificial entra com o papel de assumir cada vez mais ações humanas, com softwares cada dia mais sofisticados.
      E essas ações serão aplicadas em dispositivos através da Internet das Coisas.

      Abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *