Como a produção customizada vai mudar os rumos da indústria?

Você provavelmente já optou por comprar um produto exclusivo. Uma peça de roupa ou um item para a sua casa, com características únicas, de acordo com seu gosto pessoal. Isso é o que define a produção customizada. E mais do que um modelo de negócio, a customização é também uma tendência que deve fortalecer o conceito de indústria 4.0 e promete ser cada vez mais presente na rotina das empresas.

Para saber mais, continue lendo.

 

Pesquisa aponta os rumos da indústria

Para entender o impacto da produção customizada na indústria, basta verificar o que mostram as pesquisas de mercado. Uma delas foi realizada pela Dassault Systèmes, referência mundial em soluções para a Indústria 4.0 e parceira da Teclógica na América Latina. Os dados, que são resultado de um estudo global com jovens da França, China e Estados Unidos, mostrou que:

  •  83% dos consumidores querem que os produtos se adaptem às suas necessidades;
  •  A entrega rápida é essencial e apenas 21% dos entrevistados estão dispostos a esperar mais de quatro dias para receberem um pedido;
  •  O custo da customização não é problema, já que os consumidores disseram que estão dispostos a pagar até 25% a mais pelo produto que tenha suas preferências;
  •  Para a indústria, a customização vai além de produtos personalizados. 50% dos consumidores entendem por personalização a opção de serviços diferenciados antes da compra. Se encaixam aqui serviços e produtos baseados em dados pessoais registrados em compras anteriores, com apoio tecnológico.
  •  A segurança de dados é uma preocupação para 96% dos consumidores, que só aceitam compartilhar informações se for em troca de customização.

Diante desse estudo, fica evidente que a necessidade de adaptação da indústria é urgente. Deve-se apostar em tecnologias para a otimização de recursos e estrutura, é necessário entregar o que o consumidor deseja. E a customização em massa é o conceito ideal quando falamos em personalização de produtos.

Dentro deste conceito, a customização da produção ocorre não só com velocidade, mas com custos atrativos para a indústria e o mercado. Trata-se de integrar ao processo produtivo tecnologias, dados e automação que garantam a possibilidade do desenvolvimento de itens customizados com investimentos similares à produção em massa. 

Essa nova onda de inovação, em que a utilização e tratamento de dados do consumidor, com a devida segurança, resulta em produção customizada e eficiente, já é chamada de Quinta Revolução Industrial.

A 5ª revolução industrial está aí, mas ainda é difícil prever todo o potencial de inovação neste novo cenário, mas é evidente que o uso de tecnologias para a entrega eficiente será o caminho a ser seguido.

As produção customizada no pós-crise

Na situação global da indústria neste momento, países ao redor do globo buscam uma solução para minimizar impactos causados pela pandemia da Covid-19. Muitos setores já se organizam para a retomada econômica, com a expectativa de que o pós-crise trará uma série de oportunidades para os negócios.

Ao superar as barreiras dessa crise de saúde e, consequentemente econômica, a expectativa é que uma nova onda de consumo em massa se espalhe pelo globo. Neste cenário, sairão na frente indústrias alinhadas com a inovação tecnológica, prontas para entregar com agilidade, qualidade e eficiência os produtos que estejam em consonância com a preferência do consumidor.

Assim, a otimização de recursos e soluções que envolvam a coleta e tratamento de dados em toda a linha de produção, a mobilidade e o uso de IoT, inteligência artificial e programação rápida ganham destaque. Neste cenário, a produção customizada tornará a indústria muito mais alinhada à realidade e mercado, entregando ao consumidor produtos aderentes à nova realidade. 

Para a indústria, a tecnologia será crucial para integrar um novo modelo de consumo sem colocar em risco a sustentação do negócio. O aproveitamento de recursos e a programação eficiente da produção para melhor uso de estrutura, será um diferencial competitivo.

Um exemplo de tecnologia aplicada à indústria é o gerenciamento de chão de fábrica. Neste processo, soluções como o Delmia Apriso, desenvolvida pela Dassault Systèmes e comercializado pela Teclógica, é um recurso de destaque. Com este sistema, há uma gestão de ponta a ponta no processo de produção: a estrutura é alinhada para maior produtividade e eficiência, os dados coletados em todo o processo ajudam na melhoria contínua da produção e a gestão inteligente de recursos.

Outra solução alinhada com a customização em massa é o Delmia Ortems, que em apenas 30 minutos realiza o planejamento de produção de um ano. Com ele, o planejamento leva em consideração todos os dados da produção, tornando a gestão mais eficiente e garantindo adequações rápidas e assertivas para a entrega eficiente ao consumidor final.

Ou seja: a partir do momento que a indústria se atenta às tendências de consumo, – como a customização – a produção, apresentada na pesquisa acima, poderá ser muito mais competitiva. E a tecnologia, alinhada à coleta, análise e transformação de dados, será o único caminho para o fortalecimento dos negócios, ao mesmo tempo em que garante segurança e privacidade das informações.

Ficou interessado(a)? Então entre em contato com o nosso time.

Assinado por:

 

Aloisio Arbegaus — Diretor Comercial da Teclógica

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *