Como usar PMO para projetos de manufatura?

Ao pensarmos em PMO para projetos de manufatura, devemos relembrar brevemente esse conceito. Acrônimo de “Project Management Office”, um PMO é um escritório de gerenciamento de projetos.

Toda empresa que conduz suas iniciativas de uma maneira consciente e estratégica conta com um departamento cuja função é definir e manter padrões para a condução de projetos.  

Nas indústrias, que agora estão ainda mais orientadas a dados e têm na tecnologia seu grande apoio, a implementação e a utilização de um PMO têm se mostrado cada vez mais importantes.

Continue lendo para saber mais!

A importância do Project Management Office

Mergulhadas em um ambiente de competitividade global, as indústrias agora enfrentam desafios que até pouco tempo sequer imaginavam. A inovação deixou de ser uma retórica e é hoje definidora do sucesso mercadológico.

Nessa perspectiva, o gerenciamento de projetos precisa ser elevado a um patamar ainda mais profissional. É por isso que mais indústrias têm investido na implementação de um PMO para projetos de manufatura, buscando alinhar esses projetos e subprojetos ao planejamento estratégico.

A centralização de processos de condução, planejamento, organização, controle e finalização das atividades, proporcionada pelo escritório de gerenciamento, dá aos gestores uma visão global.

O PMO também proporciona o acúmulo de conhecimento, além de liberar o tempo dos executivos para analisar dados, tomar decisões melhores e lidar mais estrategicamente com o ambiente dinâmico do mercado atual.

As vantagens do PMO para projetos de manufatura

Confira, a seguir, quais são os principais benefícios que as indústrias obtêm ao implementar um PMO para projetos de manufatura:

Mais sucesso nos projetos

As empresas de manufatura que implementam um PMO obtêm mais sucesso na entrega dos projetos, pois o escritório funciona como um mecanismo que fornece visibilidade e responsabilidade. Assim, ao unificar o registro e a condução das iniciativas, fica fácil reunir as diversas partes da organização em torno de um único objetivo.

O PMO se encarrega, por exemplo, de disponibilizar o status das atividades para cada participante do projeto. Isso não só facilita o acompanhamento dos gestores, mas também impulsiona a produtividade dos profissionais envolvidos.

Embasamento no PMBOK

O Project Management Body of Knowledge (PMBOK) ampara as iniciativas de PMO para projetos de manufatura também. Isso significa que são consideradas metodologias e práticas já testadas e aprovadas globalmente.

Além disso, a operação de manufatura passa a seguir parâmetros bem consistentes. Ou seja, ela torna a gestão de projetos ainda mais profissional e orientada a resultados palpáveis.

Planejamento e monitoramento

Com métodos bem claros, o PMO atua no planejamento refinado dos projetos, mas também conduz a priorização e o monitoramento de cada ação.

Ele indica o passo a passo e estabelece o que deve e o que não deve ser feito. Além disso, se encarrega de manter todos os envolvidos nos processos de manufatura devidamente informados.

Com o PMO para projetos de manufatura, os gestores das áreas de produção podem antever os impactos dos atrasos de cada projeto. Eles usam um sistema de registro que fornece todos os dados relevantes de custo e cronograma em um único local. E isso tudo é feito sem a necessidade de preencher diversas planilhas e consolidá-las dia após dia.

Medição de desempenho

O PMO também se encarrega de mensurar os resultados. A medição sistemática permite o aprimoramento a cada novo projeto, reduz os gargalos que normalmente passam despercebidos, além de justificar investimentos e garantir o alinhamento com os objetivos gerais da gestão de manufatura e do negócio como um todo.

O PMO para projetos de manufatura também pode ser visto como um repositório central de conhecimento. Dessa forma, proporcionam meios de medição de desempenho, o que também facilita a criação de uma cultura de inteligência na área.

Integração e colaboração

É responsabilidade do Project Management Office evitar a fragmentação dos projetos. Assim, ele deve impedir a dispersão de informações e atividades, prevenindo a estratégia contra o enfraquecimento.

Cabe ao time de PMO cuidar para que tudo (investimentos, equipe, ferramentas, etc) seja alicerçado em objetivos centrais, evitando que abordagens inconscientes se sobressaiam.

A colaboração é elevada com essa iniciativa consciente e estratégica. O PMO gerencia os requisitos do cliente, garantindo que profissionais separados por fronteiras organizacionais e geográficas possam trabalhar juntos com mais facilidade.

Como implementar um PMO na sua indústria

Para finalizar, vamos entender como implementar um PMO sem grandes complicações, em um ritmo acelerado e com máxima eficiência, como é exigido hoje das indústrias modernas.

Uma boa dica é utilizar um sistema único de registro de escopo e acompanhamento das atividades de cada projeto. Assim, o PMO consegue a visibilidade necessária para manter tudo em ordem e com máxima eficiência. Ao mesmo tempo, adquire a capacidade de gerenciar interesses e mediar conflitos.

A tecnologia pode favorecer todos os envolvidos nos projetos, unificando os objetivos e possibilitando a constante atualização dos status. Não importa de onde as pessoas estejam trabalhando, elas podem colaborar, reportar seus avanços e manter suas tarefas dentro da qualidade esperada e conforme os prazos e custos preestabelecidos.

Sua empresa já conta com um PMO para projetos de manufatura? Para receber mais dicas, siga nossos perfis nas redes sociais. Estamos no LinkedIn, Facebook e Twitter.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *