Planos de contingência em TI: entenda qual a importância

Para que uma empresa possa se manter competitiva no mercado em que atua, é preciso que ela tenha um índice de produtividade estável, sem falhas ou vulnerabilidades em suas atividades operacionais. Para garantir essa estabilidade, planos de contingência em TI mostram-se como ferramentas necessárias.

Com um bom planejamento estratégico para conter incidentes usuais e manter as atividades operacionais fluindo em um ritmo satisfatório, é possível evitar que empresa tenha perdas de produtividade.

Considerando que falhas técnicas e incidentes nem sempre podem ser evitados, cada vez mais empresas têm integrado planos de contingência em TI em suas estratégias de negócios. Essa é a forma mais segura de garantir que sua produtividade não seja interrompida, tampouco seu desempenho seja afetado.

Continue lendo para entender o que são planos de contingência em TI, como funcionam na prática e quais os benefícios para sua empresa.

O que são planos de contingência em TI?

Um plano de contingência em TI é baseado em ameaças que possam afetar a produtividade, o desempenho e os resultados da empresa. Os planos de contingência em TI também estabelecem alternativas para que uma determinada operação tecnológica da empresa não deixe de funcionar caso seja interrompida, seja por falha técnica ou por qualquer tipo de imprevisto.

Em outras palavras, planos de contingência em TI visam manter o negócio preparado para eventuais problemas que possam causar paradas e consequências graves para a empresa, evitando que ela sofra perdas financeiras ou tenha sua credibilidade comprometida por não poder oferecer seus produtos ou serviços normalmente.

Por que é importante implementar planos de contingência em TI?

Considerando o alto nível de competitividade do mercado atual, uma empresa que tem suas atividades interrompidas por conta de incidentes e imprevistos está sujeita a ter sua produtividade comprometida e a perder vantagens estratégicas para os concorrentes.

Empresas que possuem planos de contingência em TI podem manter seu ritmo de produção e assegurar seus resultados. Implementar essas soluções tem sido a estratégia mais segura para se precaver contra problemas que os grandes incidentes em TI podem causar.

Quais são os benefícios de um plano de contingência em TI?

Evita prejuízos

Imagine uma empresa que produz uma determinada quantidade de produtos quando todos os seus departamentos estão trabalhando em conjunto. Basta um departamento apresentar falhas de produtividade para que todo o ritmo de produção seja comprometido.

É evidente que uma falha grave em TI pode causar prejuízos financeiros suficientes para desestabilizar a empresa. Deste modo, é possível evitar prejuízos decorrentes de produtividade reduzida, insatisfação de clientes e desperdício de recursos.

Melhora a comunicação e relacionamento entre departamentos

Um bom plano de contingência em TI é capaz de otimizar o relacionamento e a comunicação entre os departamentos da empresa e melhorar a preparação da equipe diante de eventos críticos, reduzindo as chances de desastres e outros problemas que possam afetar os resultados.

Protege o banco de dados e a integridade das informações

Uma das maiores preocupações das empresas é a segurança e integridade das informações contidas em seu banco de dados e servidores.

A corporação inteira pode ser paralisada por conta de uma falha no sistema ou problema técnico que possa danificar arquivos ou softwares.

Por isso, um bom plano de contingência em TI visa desenvolver estratégias para evitar ou remediar esse tipo de situação a tempo da empresa não ter suas atividades operacionais congeladas e, consequentemente, sua produtividade reduzida.

Desenvolvendo um plano de contingência em TI

Para desenvolver planos de contingência, a equipe de TI precisa de recursos e de ferramentas adequadas para se preparar para enfrentar um cenário real.

Levando em consideração que não é possível prever incidentes em TI, é essencial investir na prevenção por meio da criação de planos de contingência.

Entenda os passos para fazer isso:

1. Organização dos setores da empresa

Considerando que um plano de contingência em TI tem o objetivo de proteger ou recuperar as informações contidas no banco de dados, é imprescindível que cada departamento da empresa integre as práticas de segurança dos arquivos.

Portanto, é importante que cada colaborador aprenda a fazer o uso adequado da tecnologia, entendendo a importância de eventualmente salvar os dados, além de manter toda a equipe informado sobre possíveis erros e falhas no sistema.

2. Criação de uma equipe para gerir crises

Um plano de contingência em TI eficiente precisa ter uma equipe de gestão de crises. Essa equipe será responsável pela solução dos problemas e estará habilitada a utilizar as melhores estratégias, ações e recursos para evitar maiores riscos à produtividade da empresa.

A equipe de gestão de crises receberá todos os pedidos e chamados dos outros departamentos, mensurando o nível de prioridade e o que é preciso ser feito para resolver cada situação o mais rápido possível. Ela tem autonomia e poder de decisão para fazer o que for necessário pelo bem da empresa.

3. Desenvolvimento de análise de riscos

Todo plano de contingência em TI deve conter uma análise dos riscos envolvidos na operação. O que significa que todos os impactos negativos, prejuízos e problemas que podem afetar a operação devem ser mensurados, independentemente de terem sido causados por falha humana ou técnica.

4. Definição de prioridades

É claro que o plano de contingência em TI visa proteger e recuperar todos os dados da empresa, mas é preciso estabelecer quais são os documentos, arquivos e informações que necessitam de uma atenção especial e um cuidado maior.

5. Organização de estratégias de contingência e recuperação

É preciso estabelecer quais os recursos serão utilizados para que os dados da empresa sejam recuperados, como softwares, aplicativos, servidores, e hardwares.

A organização das estratégias de contingência e recuperação é uma das prioridades, pois é utilizada como parâmetro para analisar as funções e a capacidade dos computadores, desenvolver procedimentos avançados de segurança, tempo de duração e viabilidade dos processos.

6. Compartilhamento de conhecimento

Após a finalização de um plano de contingência em TI, é necessário transformá-lo em um documento acessível a todos da equipe.

Todas as suas informações e etapas do processo devem ser disponibilizadas como um guia e o plano deve ser atualizado sempre que houver mudanças relevantes no sistema ou nos departamentos da empresa.

8. Registro de informações relevantes em cada incidente

A equipe de contingência em TI pode aprender lições valiosas em cada incidente ocorrido, aprimorando seus conhecimentos e otimizando suas estratégias de prevenção — além de possibilitar que esse incidente em específico seja solucionado com mais agilidade caso ocorra novamente no futuro.

No artigo de hoje você pôde conferir a importância dos planos de contingência em TI em uma empresa. Pois asseguram que o ritmo de produção não seja comprometido por conta de falhas e problemas de produtividade.

Além disso, você entendeu que os planos de contingência em TI também são desenvolvidos como estratégias preventivas, que visam evitar que a empresa adote medidas corretivas para se recuperar de incidentes.

Gostou do artigo de hoje? Então, não deixe de conferir também os motivos para adotar uma gestão de infraestrutura de TI.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *