Novidades na Teclógica

Adriana Bombassaro Alexandre e Luiz Carlos Mesquita Scheid, diretores da Teclógica, em entrevista ao site Baguete, contam algumas novidades da Plataforma MOBUSS e da atuação da Teclógica no mercado brasileiro.


A Teclógica, de Blumenau, lança o Mobuss, plataforma para criação de aplicativos móveis que resulta do trabalho da recentemente criada área de produtos em mobilidade, para a qual a empresa projeta investimentos de R$ 1,2 milhão só em 2011.

Com a Mobuss é possível criar produtos, aplicativos ou transferir partes de sistemas legados, como ERPs, para dispositivos móveis. Na plataforma, que é vendida no modelo SaaS, todos os canais de comunicação entre os componentes exigem certificado digital para criptografia dos dados.

Há, ainda, integração com sistemas georeferenciados e rastreamento de rotas para localização e otimização logística. “Pretendemos simplificar o sincronismo de dados entre as aplicações, fornecendo ferramentas para uma troca de dados segura e garantida entre diferentes tecnologias. Para isso, a Mobuss suporta os mais diversos sistemas operacionais móveis”, salienta Adriana Bombassaro, diretora de Produtos da Teclógica.

A plataforma resulta de projetos já desenvolvidos pela companhia catarinense na área de mobilidade, como um realizado para a AES Sul, envolvendo uma solução que permite a execução de ordens de serviço em campo, unificando as informações das áreas comercial, técnica e de operação.

“O projeto deu uma visão única dos serviços a serem executados e suas devidas prioridades e beneficiou cerca de 200 equipes em campo, gerindo aproximadamente 5 mil ordens de serviço diariamente”, afirma Adriana. “Diretamente, são cerca de 500 pessoas beneficiadas”, completa.

Segundo Adriana, o primeiro produto criado a partir da Mobuss será lançado em novembro, com foco no segmento de construção civil. Já para os próximos dois anos, a projeção é desenvolver no mínimo mais quatro produtos na plataforma.

Especializada em consultoria, desenvolvimento de sistemas e gerenciamento de aplicações, com certificações CMMi em cada uma destas áreas, a Teclógica atende a clientes como Souza Cruz e AES Sul. Além da área de consultoria em mobilidade, a empresa também entrou há pouco no mercado de comunicações unificadas, com o lançamento de uma unidade de negócios que, segundo divulgado pela companhia, deverá responder já no primeiro ano por cerca de 10% do faturamento geral, que hoje fica na casa dos R$ 15 milhões anuais.

Canais
Outra novidade da Teclógica é o início da atuação indireta. Hoje, cerca de 20% das vendas da companhia ficam na região Sul, mas há clientes não só em todo o país, como também no México, Argentina e Caribe, e tudo vinha sendo atendido a partir de Blumenau, via remota, ou com envio/alocação de profissionais, quando necessário.

“Em alguns casos, também firmamos parcerias locais”, explica o sócio-diretor da empresa, Luiz Carlos Scheid.

Com a ampliação da oferta, porém, o aumento da capacidade de venda e atendimento se tornou imprescindível, o que levou a companhia a firmar uma meta de consolidar ao menos cinco canais até o ano que vem com foco inicial no Sul e o Sudeste.

 

Link Site Baguete

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *