Monitoramento de TI: entenda a sua importância

Assim como um instrumento musical precisa de afinação para manter a boa sonoridade, uma empresa necessita de monitoramento de TI para que o fluxo de informação seja sempre veloz.

E, para isso, a equipe de TI precisa ser minimalista, exigente e responsiva — afinal, o mínimo problema em uma das “engrenagens” da TI pode gerar muita lentidão. Que conhecer mais? Então, no post de hoje, saiba a importância do monitoramento de TI. Continue a leitura!

A rotina básica de uma empresa sem monitoramento de TI

Em uma empresa, a TI é parte fundamental para que tudo funcione de acordo com o planejamento e organização corretos. Integrada aos demais departamentos, a equipe de TI percorre a empresa como um todo.

Por isso mesmo, o monitoramento de TI se mostra muito importante. Quando a companhia o ignora, portanto, o que acontece é o seguinte:

  1. Os funcionários de diversos setores começam a perceber leves maus funcionamentos, mas não os relatam;
  2. A lentidão se intensifica, reduzindo a produtividade da empresa — mas o sistema ainda está operante;
  3. Então, o gestor de operações liga o sinal amarelo — mas ainda não percebe a urgência da resolução dos problemas;
  4. O sistema finalmente para de funcionar, e a empresa fica totalmente paralisada;
  5. Uma equipe externa de TI identifica o problema, e a solução poderá demorar alguns dias;
  6. Finalmente, a substituição dos equipamentos é feita por uma equipe que não está habituada às necessidades da empresa, podendo ser completamente equivocada;
  7. Então, em um futuro próximo, voltamos ao item 1.

Bônus: Guia completo para implantar um Service Desk na sua empresa

Por que o monitoramento de TI é tão importante

É fácil perceber que a rotina acima é contraprodutiva, e que atrapalhará em muito o trabalho e o bom funcionamento da empresa. Mas como, exatamente, o monitoramento de TI impede isso? A seguir, confira as principais vantagens da estratégia:

Rapidez na identificação de falhas

Hoje em dia, um típico ambiente de TI trabalha com múltiplos switches, sites, além de sistemas de iPBX, ERP e CRM.  A falha repentina de qualquer um desses serviços comprometerá toda a operação da sua empresa — além de tornar difícil a identificação rápida do problema pela TI.

Correção de mais problemas em menor tempo

Os softwares de monitoramento têm se adaptado a rodar scripts cada vez mais desenvolvidos, que permitem identificar falhas assim que elas apresentam seus primeiros sinais. Assim, em vez de esperar o agravamento do estresse do seu sistema, você poderá corrigir o mau funcionamento o quanto antes.

Crescimento sustentável do fluxo de informações

Uma das grandes tendências para as empresas, atualmente, é a crescente digitalização dos processos. As aplicações mobile, por exemplo, chegam para substituir processos que, antes, eram feitos manualmente com papel — como controle de ponto, de produção e de estoque. Já o Cloud Computing busca centralizar o armazenamento de dados da empresa em servidores remotos.

As redes sociais, em enorme crescimento, revolucionaram as formas tradicionais de relacionamento com o cliente. E o Big Data, por sua vez, irá analisar todo o fluxo de dados sobre seus clientes, buscando criar campanhas cada vez mais segmentadas.

Com essas aplicações, a TI será uma ferramenta ainda mais constante nas empresas. Sem o monitoramento de TI, a cada expansão você terá de, praticamente, retomar tudo do zero. Monitorando-o, você programará uma expansão mais gradual e sustentável, além de menos custosa para a empresa.

Um exemplo prático: o monitoramento de servidores

Primeiramente, monitore a harmonia na configuração dos elementos dos servidores. É inútil ter uma ótima capacidade de processamento se houver um gargalo na memória operacional ou no barramento — que não dá vazão à potência do processamento, por exemplo.

Treine os funcionários de todos os setores para relatarem quaisquer sinais de problemas no funcionamento do sistema. Assim como um doente apresenta sintomas, os servidores sempre dão sinais prévios de exaustão — que se iniciam bem leves, mas se agravam rapidamente.

Por essa razão, estabeleça processos bem programados, com back-ups periódicos e manutenções de rotina. Crie um calendário de testes com as métricas mais importantes para a TI de sua empresa, verificando os limites da capacidade e do estresse dos seus servidores.

Percebeu como o monitoramento pode aumentar a produtividade da sua empresa? Tem outras dúvidas? Deixe seu comentário e conte pra gente!

Se preferir fale agora mesmo com nosso time de consultores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *