Machine to Machine (M2M) já é realidade?

Diante do cenário de transformação digital pelo qual diversos negócios estão passando, é notável como a interação entre humano e máquina tem um papel fundamental. E, ao longo desse processo, a comunicação entre máquinas, ou Machine to Machine (M2M), também evoluiu.

Por isso, preparamos este post para explicar o conceito de M2M, descrever quais suas aplicações atualmente e mostrar as principais vantagens que pode trazer para as empresas. Acompanhe!

Qual é o conceito de Machine to Machine?

O Machine to Machine consiste basicamente em um padrão de comunicação entre máquinas, que normalmente visa conectar um dispositivo a um computador remoto, sem a necessidade de intervenção humana. Pode parecer uma definição semelhante à Internet das Coisas (IoT), mas, na verdade, é um subconjunto desse campo.

A IoT tem a função de conectar dispositivos inteligentes entre si e à internet para armazenar dados, monitorar ou controlar o ambiente, apoiar a tomada de decisão, entre outras finalidades. Por outro lado, o M2M tem uma atuação mais pontual, muitas vezes com máquinas se comunicando por meio de protocolos próprios — o que não exclui a possibilidade de usar uma conexão wireless de acesso à internet, por exemplo.

Onde o M2M vem sendo utilizado?

Veja abaixo três exemplos de aplicações relevantes da comunicação Machine to Machine.

Produção industrial

Dentro do setor de manufatura, sensores nas máquinas ou em outros componentes enviam dados diretamente para o sistema de gestão da empresa sobre manutenções ou eventuais problemas na linha de produção.

Isso permite que as máquinas previnam interrupções e evitem prejuízos maiores ao tomar decisões sem intervenções humanas diante de imprevistos.

Logística

Em um galpão logístico preparado com soluções de automação que se comunicam entre si, o uso de M2M ajuda a alertar quando um artigo está fora de estoque ou até mesmo a disparar um pedido de reposição diretamente ao fornecedor.

Serviços essenciais

Empresas prestadoras de serviços essenciais, como fornecimento de água, eletricidade e gás, podem utilizar leitores inteligentes para emitir a cobrança para os clientes e detectar e resolver através de M2M possíveis problemas de fornecimento.

Isso reduz os custos de uma leitura manual, além de agilizar o processo de faturamento.

Quais são suas vantagens?

Sendo assim, concluímos que os benefícios mais evidentes da tecnologia Machine to Machine para as empresas são:

  • Capacidade de monitoramento remoto de equipamentos, sistemas e outros ativos;
  • Aumento da lucratividade, proporcionado por tomadas de decisão mais acertadas;
  • Custos reduzidos devido à diminuição do tempo em que as máquinas ficam fora de serviço por motivos imprevisíveis.

Podemos dizer, portanto, que a comunicação Machine to Machine é, sim, uma realidade. Contudo, sua implantação envolve um planejamento detalhado e fatores técnicos que serão determinantes para o bom funcionamento dos equipamentos e da integração dos sistemas. Por esse motivo, conte com o suporte de uma empresa especializada em tecnologia e tenha mais tranquilidade para cuidar de outras atribuições.

Gostou do artigo? Notou como o M2M está mais presente nas organizações do que se pode imaginar? Então que tal receber gratuitamente mais conteúdos como este por e-mail? Assine a nossa newsletter!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *