4 itens para ficar atento no layout de produção da sua fábrica

O layout de produção impacta diretamente nas atividades produtivas em uma fábrica. Sendo assim, a projeção de um layout de fábrica tem como função otimizar o fluxo de pessoas, produtos e materiais

Dessa forma, a eficiência de uma fábrica está vinculada à projeção de um layout fabril. O layout de produção, quando bem planejado, tem a capacidade de potencializar a produtividade, reduzir custos e garantir a segurança em uma fábrica. 

O avanço tecnológico é um grande aliado na hora de projetar um layout de produção. Isso porque, soluções de planejamento e gestão industrial conseguem auxiliar gestores no momento da criação dos modelos de processos da fábrica. 

Entenda neste post quais são os itens nos quais é preciso atenção durante o  planejamento de um layout de produção de fábrica.

O que é layout de produção?

O layout de produção, também conhecido como arranjo físico, é uma técnica que busca definir a disposição física de instalações, equipamentos e fluxos de pessoas no chão de fábrica.

Os objetivos da aplicação desta técnica são permitir mais agilidade no processo de produção nas indústrias e fluidez entre as tarefas produtivas. Bem como proporcionar a segurança dos trabalhadores em seus postos de trabalho. 

De acordo com um estudo, a estruturação de um layout de produção pode ser feita sem aumento de investimento e custos com máquinas. Pois o layout de fábrica se dá no espaço já existente com os equipamentos disponíveis. 

A pesquisa ainda aponta que os tipos de layout, quando bem aplicados, diminuem custos e aumentam o desempenho da produtividade em uma linha de produção. Além disso, a técnica faz o aproveitamento de espaços físicos e evita o desperdício de materiais

Para isso, a projeção de um layout de fábrica deve considerar as sequências das atividades produtivas, a fim de reduzir o tempo com o transporte de materiais. Podendo tudo isso, refletir no custo final do produto. 

Tipos de layout

A escolha de um tipo de layout de chão fabril deve ser baseada nas características de fabricação e armazenamento do produto final de uma indústria. Fatores como quantidade, variedade e tipo de produto devem ser considerados na hora de projetar uma fábrica.

Os layouts de produção se dividem em 4 tipos. Confira abaixo as características de cada um deles:

Layout físico posicional

Neste modelo posicional o produto em fabricação fica estático, enquanto os equipamentos, maquinários e pessoas movimentam-se em seu torno. O layout posicional é utilizado para a fabricação de navios e aeronaves

Ou seja, é recomendado para projetos de grande porte, quando a movimentação do produto pode dificultar a montagem. 

O layout de produção posicional tem como vantagem a alta variedade de tarefas. Contudo, a programação de tarefas produtivas e espaços pode ser muito complexa.

Layout físico funcional

A característica principal deste modelo de layout é a divisão de maquinários e trabalhadores por áreas de produção. Ele é normalmente utilizado para a produção em lotes. 

Este formato de layout é considerado altamente flexível, pois permite que sejam produzidos diferentes tipos de produto no mesmo lote. Sendo assim, o modelo organiza equipamentos e operações a partir das funções produtivas específicas dos setores, tornando o processo mais funcional e intuitivo.  

Layout físico linear

Utilizado na produção em larga escala, o layout de fábrica linear é caracterizado por posicionar o maquinário lado a lado. O arranjo físico é projetado com o objetivo de atender o deslocamento dos materiais de forma ágil e eficaz.

A disposição do layout organiza o produto em uma linha de processos produtivos, seguindo assim uma sequência de processamento do produto.

Dessa forma, o layout linear propicia o processo automatizado de fabricação. Todavia, o modelo é fixo, ou seja, a sua adaptação é impraticável. 

Layout físico celular

O layout celular é uma combinação entre o linear e o funcional. Pois ao mesmo tempo que separa os setores por operações específicas, procura ordenar uma sequência de produção. 

Ao mesclar esses dois processos de produção, o layout celular otimiza a agilidade do sistema. Assim como flexibiliza os fluxos de fabricação de produtos. 

Contudo, o sistema pode requerer uma capacitação adicional dos trabalhadores. Bem como dificultar a reconfiguração de um modelo de layout atual.

Itens para ficar atento na hora de escolher o layout de produção 

A Norma Reguladora (NR-12) define requisitos mínimos para o planejamento de layouts de fábrica, a fim de prevenir acidentes e doenças do trabalho. Além de otimizar o fluxo produtivo, é função do layout de produção de uma indústria prezar pela segurança dos trabalhadores. 

Entre os requisitos mínimos estão a demarcação das áreas de circulação para orientar o fluxo de deslocamentos nos setores. Assim como a demarcação de locais de armazenamento. Além disso, a norma também estabelece as distâncias que precisam ser mantidas ao redor de máquinas. 

Confira abaixo 5 itens que você deve ficar atento no momento de escolher o layout de produção, de acordo com a NR-12. 

1- Circulação de pessoas

Deve existir demarcação nas áreas de circulação, seguindo especificamente as normas técnicas oficiais. Assim como, as vias de circulação, que também precisam ser mantidas desobstruídas.  

2 – Armazenamento 

Após o uso, os materiais que forem utilizados nos processo produtivo devem ser mantidos em áreas de armazenamento, demarcadas com faixas, ou sinalizadas se forem áreas externas. As ferramentas também devem ser armazenadas em locais adequados. 

3 – Distância entre as máquinas

A distância entre as máquinas e equipamentos deve possibilitar a segurança dos trabalhadores entre os processos de operação, manutenção, limpeza e inspeção. Desse modo é preciso que essa distância permita a movimentação de pessoas de acordo com a atividade produtiva. 

4 – Movimentação aérea de materiais

O transporte aéreo de materiais só é permitido em áreas internas e externas da fábrica, desde que nesses dois espaços não tenha postos de trabalho sob o percurso dos materiais.  

5 – Segurança 

Por fim, é importante lembrar que a segurança é o grande foco da criação de layout de fábrica. Áreas de circulação, armazenamento e espaços em torno das máquinas precisam ser projetadas a fim de garantir que a circulação de trabalhadores, transportadores de materiais e máquinas ocorra de forma segura.

Assim como, a instalação elétrica das máquinas e equipamentos devem ser projetadas para prevenir choque elétrico, incêndio, explosão e outros acidentes. 

A tecnologia como aliada na projeção de layout 

Apesar das desvantagens que os tipos de layout de produção podem apresentar, o uso da tecnologia na projeção de layouts de produção vem permitindo a superação desses entraves.

Por meio de uma simulação digital, por exemplo, é possível identificar os erros e projetar diversos cenários, de acordo com a finalidade produtiva da fábrica. Há softwares que permitem a visualização dos processos de produção em todos os níveis da fábrica. Nesse sentido, é possível, já na fase de criação da indústria, otimizar as operações. 

A partir dos dados e informações fornecidos por sistemas digitais de projeção, as análises dos gestores são mais objetivas, uma vez que, foram feitas simulações e descartadas as soluções não eficazes. 

Quer saber mais sobre as principais soluções tecnológicas voltadas para a gestão de manufatura? Assine nossa newsletter.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *