A importância do feedback na comunicação interna das empresas

A inovação não trouxe apenas a possibilidade de fazer as coisas com mais praticidade. Não se trata apenas de ferramentas e recursos que facilitam a rotina das pessoas em âmbitos pessoais e profissionais. Se formos um pouco além, é fácil enxergar que estas mudanças tecnológicas ditaram um novo ritmo para o mercado – muito mais acelerado e dinâmico. Daí a importância do feedback no ambiente corporativo.

Para que funcione de acordo com todas as expectativas, essa transformação exige que nós, enquanto seres humanos, estejamos preparados para nos adaptar quando necessário. É um aprendizado constante, uma oportunidade de abraçar o novo e encontrar outras formas que agregam valor à tudo o que fazemos. 

Incluir a prática na promoção do diálogo e das habilidades dos funcionários, para além do que as máquinas são capazes de fazer, é uma das principais ferramentas de gestão hoje.

O número de itens que justificam a importância do feedback nas organizações é extenso. Também, pudera. Os feedbacks são vitais para nosso processo de comunicação e evolução, capazes de transformar as realidades das pessoas em âmbitos pessoais e profissionais.

A importância do feedback nas organizações

No ambiente corporativo, os perfis são distintos, assim como as habilidades e responsabilidades. A rotina varia e, muitas vezes, a pressão por uma entrega pode gerar situações delicadas. Além disso, a expressividade é uma questão muito pessoal, está intimamente ligada à educação, cultura e personalidade de cada um.

A combinação desses e de outros fatores faz com que as coisas saiam do controle de vez em quando. Por outro lado, ao conviver com o outro, também acertamos, somamos e desenvolvemos projetos incríveis.

Todas essas reações são fruto das relações interpessoais. E só há uma forma de garantir que o relacionamento entre as pessoas seja saudável: oferecendo e recebendo feedbacks construtivos.

A Cambridge apresenta 5 (cinco) motivos pelos quais o feedback deveria ser considerado a habilidade mais importante do ser humano:

#1 É disponível o tempo todo

“Cada vez que falamos ou escutamos alguém, através do tom de voz, das palavras que usamos, dos silêncios que permitimos, nós comunicamos feedback – o quanto confiamos, respeitamos, amamos, gostamos ou até odiamos a pessoa na nossa frente”.

A publicação afirma, ainda, que nós damos feedback mesmo sem querer. E são esses os momentos que mais demandam nossa atenção. “Se pensamos que não o estamos fazendo, somos comunicadores perigosos, pois isso significa que talvez a gente não esteja conseguindo gerenciar uma boa comunicação”.

#2 É outra palavra para “ouvir”

O processo de comunicação consiste em dois aspectos básicos para que funcione: saber que o outro está ouvindo com atenção e que aquilo dito por você tem algum tipo de valor. Portanto, quem domina a arte de oferecer e receber feedbacks definitivamente sabe ouvir o que o outro diz.

#3 É uma oportunidade de motivação

Em qualquer atividade que desempenhamos no dia a dia, reconhecimento é bem-vindo. Às vezes, uma palavra simples nos inspira e torna as responsabilidades muito mais leves.

Um feedback positivo é a chance de engajar e motivar o outro, além de agradecer pelo trabalho realizado, em outras palavras.

#4 É essencial para melhorar o desempenho

O primeiro tabu a ser quebrado é que feedback significa crítica, bronca ou puxão de orelha. Quando bem feito, nada mais é do que a chance de melhorar a forma como você faz as coisas e ampliar o campo de visão.

Afinal, por que continuar fazendo sempre a mesma coisa, quando é possível melhorar?

#5 É uma forma de reaprender

Receber feedback é um ciclo do bem, pois dá a oportunidade de aprender continuamente. Se sabemos que ninguém é perfeito – e todos cometemos erros, de vez em quando -, nada melhor do que reconhecer a falha e ter a chance de evitá-la da próxima vez.

O autor pontua ainda que, embora existam alguns aspectos da comunicação que possuem a sua dose de importância, como o poder de escutar o que o outro diz e a construção de uma base sólida de confiança, oferecer e receber feedbacks talvez sejam ações de maior peso. Especialmente por serem benéficas não apenas para um dos lados, mas à empresa como um todo.

Como desenvolver uma cultura de feedback no trabalho

Há dicas básicas que podem desenvolver uma cultura de feedback eficaz no ambiente de trabalho. Vale lembrar que não se trata apenas dizer o que você julga necessário!

É essencial transmitir essa mensagem da maneira mais eficaz possível, a fim de que a ação gere reações positivas em vez de causar desconforto ou qualquer outro tipo de sentimento negativo. Para garantir que a equipe esteja confortável tanto oferecendo quanto recebendo feedbacks, atente-se aos pontos a seguir:

Padronize o método

Escolha uma ferramenta, defina uma periodicidade, aplique o registro adequado das informações e incentive a participação de todos.

Cultive a transparência

Apresente os resultados, em uma TV Corporativa por exemplo, estabeleça critérios a serem seguidos por todos, facilite a comunicação interna, mostre os benefícios e justifique a importância do feedback para os colaboradores.

Enxergue pessoas

Não existe pontos negativos em tornar qualquer processo mais humano. Lembre-se de que são pessoas falando entre si – e, sendo assim, há sentimentos e visões envolvidos. Veja a prática do feedback não como um julgamento, mas como uma mentoria, um aconselhamento.

Não mande, lidere

Não faça com que o feedback se torne uma obrigação ou tarefa chata, na qual as pessoas não veem a hora de riscar da lista de afazeres. Não fale o que é preciso fazer, demonstre! Envolva os colaboradores neste processo de gestão, dando o exemplo.

Preze pela positividade

Não dê feedbacks enxergando somente o lado negativo. Pense em como a pessoa poderia melhorar após a conversa. Entenda seus colaboradores, desvende suas dificuldades e ofereça soluções ao invés de apontar o dedo e realçar as falhas.

Utilize a tecnologia a seu favor

A Transformação Digital mudou a forma como executamos as coisas e impôs um ritmo muito mais acelerado ao mercado. Aproveite para aplicar a cultura da inovação no ambiente corporativo.

Incentive uma rotina de aprendizados constantes, dê às pessoas a chance de errar, corra atrás de novas perspectivas e promova uma liderança diferenciada. Somente assim, todos conseguirão enxergar o poder e a importância do feedback no dia a dia profissional!

Gostou de aprender um pouco mais sobre o tema? Clique aqui para ler outras novidades!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *