A importância da gestão de melhorias em TI

Implementar melhorias em TI é indispensável para se manter adaptado às novas necessidades e possibilidades do mercado. Apesar disso, essas melhorias não podem ser feitas de maneira arbitrária já que isso pode gerar impactos em toda a rede. Para evitar que problemas maiores aconteçam é que existe a gestão de melhorias em TI, responsável por administrar como essas mudanças acontecem.

Veja a seguir qual a importância dessa gestão e como realizá-la corretamente!

Diagnosticar o ponto de melhoria

A gestão de melhorias em TI exige um planejamento prévio antes de ser executada. Sem isso, a gestão é pouco direcionada e, ao final, pouco efetiva. Assim, o diagnóstico do ponto de melhoria é a primeira parte de um ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Action).

Nesse momento, deve-se identificar qual é o ponto que precisa de otimização baseando-se em seus resultados. A segurança de informação, por exemplo, pode ser o ponto escolhido para receber melhorias importantes quanto à disponibilidade de dados e governança em geral.

Bônus: Guia completo para implantar um Service Desk na sua empresa

Estimar o ganho da melhoria e priorizar

Ainda como parte do planejamento, também é necessário estimar quais serão os ganhos de cada melhoria identificada como necessária. Isso é importante porque não existem recursos para realizar todas as melhorias ao mesmo tempo, então é necessário priorizar quais são as mais importantes.

Para isso é preciso levar em consideração fatores como o investimento necessário para realizar a melhoria e quais serão os ganhos obtidos com essa ação. As melhorias prioritárias são aquelas que aliarem maior necessidade de serem realizadas a maiores ganhos.

Atuar para realizar as melhorias

A biblioteca ITIL conta com uma série de boas práticas para o setor de TI em diversas categorias. Com isso, uma vez que esteja definido o que precisa ser feito é possível apoiar-se nessa biblioteca para descobrir como fazer.

A grande vantagem de utilizar a biblioteca ITIL é que você terá acesso a ações consagradas e que oferecem, observadas as necessidades de implantação, os resultados esperados para a gestão. Além disso, a biblioteca ITIL pode servir como uma espécie de manual capaz de mostrar a gestão como não errar na realização dessa melhoria.

Analisar os resultados

A gestão de TI não acaba quando uma atitude é tomada, já que é preciso manter-se atualizado sobre quais são os resultados causados pela ação – a isso, dá-se o nome de Post Implementation Review – PIR. Assim, é preciso definir métricas e acompanhá-las uma vez que a melhoria tenha sido implantada.

Dependendo do caso, pode ser necessário atuar de maneira dinâmica de modo que os resultados possam ser obtidos dentro das expectativas. Uma possibilidade de avaliação consiste na análise de retorno sobre investimento (ROI) de modo a identificar se a melhoria trouxe ou não os resultados esperados.

Essa etapa, portanto, corresponde às duas últimas ações de um ciclo PDCA, em que ocorrem o acompanhamento de resultados e a ação posterior de modo a gerar cada vez mais melhorias.

A gestão de melhorias em TI é indispensável para garantir que o sistema opere não apenas de maneira melhor, mas também com segurança, disponibilidade e maior produtividade. Para conseguir isso, é altamente recomendado seguir as boas práticas estabelecidas pelo ITIL ao estabelecer uma identificação e priorização de melhorias seguida de uma atuação efetiva e análise dos resultados.

O que você pensa sobre essa gestão de melhorias? Não deixe de comentar e de participar.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *