Gestão de clima organizacional: a influência da transformação digital

As empresas têm considerado a gestão de clima organizacional como um fator cada vez mais essencial para a conquista de resultados positivos e consistentes.

Uma coisa é certa: se o ambiente interno é marcado por conflitos e falta de motivação, a tendência é que a equipe perca eficiência no desenvolvimento de atividades. Ao contrário, quando os colaboradores estão satisfeitos no trabalho, eles passam a se engajar mais nos propósitos do negócio, aumentando a produtividade.

Hoje, com a transformação digital presente nos mais diversos segmentos do mercado, os gestores precisam aproveitar os benefícios dessa mudança de paradigma para aperfeiçoar a gestão de clima organizacional.

Não sabe como isso afeta a sua empresa? Veja agora algumas vantagens da tecnologia para melhorar a administração de pessoas no seu negócio:

1. Integração de setores

Gargalos internos, como tempo de espera muito alto ou falta de comunicação, prejudicam consideravelmente a produção. Além disso, setores isolados fazem com que colaboradores fiquem perdidos quanto às tarefas que precisam desenvolver, prejudicando a produtividade.

Com o auxílio de softwares, o gestor pode promover a integração de todos os processos internos e setores. Isso facilita consideravelmente o planejamento, a organização, a direção e o controle da produção de toda a empresa.

2. Times multidisciplinares

Pessoas com formações diferentes tendem a agregar valor ao trabalho feito por uma empresa. Afinal, visões distintas geram novos insights para a equipe como um todo, podendo gerar inovações.

Se no passado era inviável contar com o auxílio de uma equipe multidisciplinar devido às dificuldades de recrutamento, hoje essa possibilidade é bastante provável.

Com a tecnologia do armazenamento em nuvem e sistemas integrados online, a prática do home office têm se disseminado nas organizações. Consequentemente, profissionais de várias áreas podem atuar em um mesmo projeto sem necessariamente estarem em um só local.

3. TI estratégica e proativa na gestão de clima organizacional

Muitos gestores até têm consciência de que a satisfação do colaborador é um item fundamental para o sucesso de uma empresa. No entanto, esbarram nas dificuldades de operacionalizar a gestão de clima organizacional.

Antigamente, efetuar uma pesquisa com os colaboradores de uma empresa com várias filiais ou diversos departamentos podia ser oneroso.

Hoje, com o uso dos recursos da tecnologia da informação (TI), essa tarefa se tornou mais simples tanto em termos de aplicação de questionários quanto em divulgação de relatórios e análises de resultados.

4. Facilitação do coaching

O diagnóstico da situação dos colaboradores é uma etapa importante do coaching, já que a partir da realidade encontrada serão tomadas ações para melhorar a performance dos profissionais.

Com ferramentas para agilizar a comunicação interna e captar dados acerca do desempenho da equipe, a área de gestão de pessoas pode agir de forma pontual em falhas, sendo mais efetiva na melhoria do clima organizacional.

Além disso, o uso da gamificação pode ser muito útil para o treinamento e o desenvolvimento dos colaboradores. Esse recurso torna os conteúdos mais atrativos, deixando o aprendizado mais interativo, prático e dinâmico.

5. Avaliação em tempo real

O cenário atual, ainda constantemente marcado pela transformação digital, requer respostas rápidas e precisas das empresas. Tal posicionamento só é possível com ferramentas que propiciem subsídios confiáveis para a tomada de decisão.

Quando a organização consegue monitorar dados em tempo real, com o suporte de aplicações customizadas para os processos internos, as respostas tendem a ser mais ágeis. Consequentemente, a empresa ganha em competitividade no mercado em que atua e previne conflitos nos relacionamentos entre colaboradores.

6. Maior autonomia na decisão dos funcionários

A centralização de responsabilidades é uma característica que dificulta o desenvolvimento pleno de um negócio, isso também desmotiva os colaboradores.

Com o uso de softwares de gestão, por outro lado, é possível que cada colaborador tenha um papel efetivo ao longo do processo produtivo. É comum, por exemplo, que sistemas tenham níveis de acesso conforme as funções atribuídas ao profissional. Nesse caso, ele sabe exatamente o que precisa fazer, tendo mais autonomia na execução das próprias tarefas.

Gostou do conteúdo e quer se aprofundar mais na relação entre transformação digital e gestão de clima organizacional? Então aproveite para entender o que é Empowerment e qual é a importância da tecnologia para o sucesso dessa estratégia!

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *