Como fazer a gestão da terceirização?

A gestão da terceirização, principalmente quando falamos em TI, é feita com visão de negócio, estruturação de parcerias e um acompanhamento próximo de indicadores definidos para esse fim. É uma relação focada na aquisição de serviços tecnológicos, mas principalmente na implementação otimizada desses ativos.

Mas como fazer isso com inteligência e assertividade quando a TI se torna fundamental para o seu sucesso? Neste post, listamos algumas dicas que vão facilitar o seu trabalho. Confira:

Otimize o tempo da sua equipe

Uma das principais buscas de gestores atualmente é conseguir trazer para dentro da empresa os benefícios de uma TI cada vez mais complexa. Mas, sem que isso se torne um fardo ou uma fonte de gastos adicionais para a equipe de TI.

Essa questão ficou bastante clara em uma pesquisa envolvendo diversos países (entre eles o Brasil). Nela, 72% dos CIOs entrevistados citaram uma preocupação urgente com o tempo gasto na administração e operação do setor dentro das empresas.

A resposta mais adequada e eficiente para resolver esse aumento na complexidade da TI está no investimento em parcerias e serviços gerenciados para terceirizar o setor.

A implementação de outsourcing libera a sua equipe interna desses processos mais manuais e rotineiros. Sendo assim, os permite exercer funções mais estratégicas de como essa tecnologia pode ser usada a favor do negócio. Isso sem falar no tempo extra para gerenciar os próprios ativos terceirizados e sua utilização para a produtividade.

Faça alinhamentos periódicos

Depois que os dois lados dessa parceria tem o mesmo foco, com transparência e diálogo, é hora de manter esse caminho. O importante é que nelas você exponha os indicadores sobre evolução da TI até aquele ponto e apresente as próximas metas a serem buscadas.

Dessa forma, você incentiva a própria empresa parceira a focar na iteração da infraestrutura, em um processo de evolução constante que vai sempre beneficiar o seu negócio.

Mantenha um bom gerenciamento dos contratos

Outro ponto fundamental é ter um acompanhamento próximo, se possível automatizado, de informações de contratos. Conhecer o vencimento de um contrato de TI, por exemplo, pode ser a oportunidade para fazer alterações que ajustem a oferta a novas demandas.

Isso é importante quando você precisa lidar com várias assinaturas diferentes: softwares como serviço, ferramentas, infraestrutura, virtualização, armazenamento, coleta de dados, etc. Quando você consegue correlacionar essas informações, talvez surjam oportunidades de substituir vários pequenos contratos em soluções mais completas, que aglutinem benefícios e simplifiquem a sua gestão.

Um desses benefícios, por exemplo, é a economia que o outsourcing da TI pode trazer para a sua empresa. Como apresentado na pesquisa que citamos acima, terceirizar o gerenciamento tecnológico em uma empresa pode reduzir em até 90% os custos com o setor.

Crie indicadores de performance para o outsourcing

Os indicadores de performance são aliados de gestores empresariais em qualquer situação. Por que não criar alguns específicos para a gestão da terceirização?

O importante aqui é encontrar parâmetros que indiquem não só o sucesso da implementação de soluções terceirizadas. Mas também, se o retorno que o parceiro oferece para o negócio é compatível com o investimento realizado.

Utilize softwares como aliados na gestão da terceirização

Neste texto, falamos de indicadores de performance, coleta de dados, gerenciamento de equipes, comunicação, alinhamento de objetivos. Será que tem como simplificar ainda mais a integração entre essas ações?

A resposta está na tecnologia. A implementação de sistemas de gestão e serviços gerenciados de infraestrutura de TI podem unir todo esse controle em um só lugar.

Essa é uma forma de otimizar a gestão da terceirização usando seus próprios benefícios. Com bons parceiros, que investem em relacionamento e qualidade de entrega, esse é um processo simples, duradouro e com impacto direto no seu sucesso de mercado.

Gostou das dicas? Então assine a nossa newsletter!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *