Gerenciando Projetos: Premissa, Risco ou Restrição?

Ao planejar um projeto, sabemos da relação entre Premissa, Risco ou Restrição. No entanto, seus seus conceitos são bem distintos! Por isso, nem sempre é fácil distinguir uma Premissa de um Risco, ou um Risco de uma Restrição.

Quer saber mais sobre cada conceito? Este post apresentará cada conceito e uma maneira fácil de distinguir quando cada um deve ser aplicado.

O que é Premissa, Risco ou Restrição?

Para que você possa compreender melhor, vamos à definição dos conceitos de Premissa, Risco ou Restrição pelo PMBOK:

  • Premissas (Assumption): Fatores que, para fins de planejamento, são considerados verdadeiros, reais ou certos sem prova ou demonstração.
  • Risco (Risk): Um evento ou condição incerta que, se ocorrer, provocará um efeito positivo ou negativo nos objetivos de um projeto.
  • Restrição (Constraint): O estado, a qualidade ou o sentido de estar restrito a uma determinada ação ou inatividade. Uma restrição ou limitação aplicável, interna ou externa, a um projeto, a qual afetará o desempenho do projeto ou de um processo.

Quais são os exemplos desses conceitos num projeto?

Os conceitos de Premissa, Risco e Restrição são essenciais para a gestão de projetos. Para exemplificar, imaginemos a construção de uma casa. Ao esboçar este projeto, podemos considerar que:

1) Premissa:
O alvará para construir a casa estará aprovado pela prefeitura. Estamos assumindo que o alvará vai estar aprovado, não estamos considerando a hipótese de não ser aprovado.

Dica: Toda Premissa gera um Risco! SE o alvará não for aprovado, o projeto não poderá ser executado como foi planejado (por exemplo, iniciar na data prevista).

Dúvida: Agora, então porque eu preciso estabelecer as Premissas? Não bastaria apenas gerenciar os Riscos?

As premissas são utilizadas para estabelecer as condições iniciais para viabilizar um projeto. Um projeto em que não existem condições iniciais, e tudo pode acontecer (riscos), está sujeito a fugir do controle.

2) Restrição:
Na região onde a construção está situada, somente estamos autorizados a trabalhar na obra entre 08:00hr e 18:00hr. Estamos condicionados a executar o projeto desse jeito. Não há “SE” neste caso, não temos como escapar: é uma restrição que o projeto precisa obedecer.

Dica: Restrições ajudam a evitar Riscos.

Dúvida: Restrição ajuda a evitar Riscos? Sim. Se a equipe trabalhar na obra fora do horário permitido, o projeto poderá levar uma multa da prefeitura. Então existe um Risco de ser multado, o que afetaria o orçamento do projeto.

Premissa, Risco ou Restrição? Neste caso, existe a Restrição de trabalhar somente no horário permitido evita que o Risco da multa aconteça.

3) Risco:
Se chover mais de 5 dias por mês o prazo de entrega da casa irá atrasar. Como ter certeza do quanto irá chover durante o projeto? Impossível! Ninguém consegue ter certeza disso. No máximo podemos conhecer a probabilidade de acontecer com base nas previsões do tempo, mas ainda assim é algo incerto.  SE acontecer, poderá afetar o projeto.

Dica: O gerenciamento dos Riscos compreende a identificação da probabilidade, o entendimento do impacto, e maneiras de evitar que o Risco aconteça ou então de reduzir os impactos se ele acontecer.

Portanto, as Premissas são fundamentais para permitir a execução do projeto. As Restrições estabelecem os limites para executar o projeto e os Riscos nos preparam para lidar com eventos que podem afetar o andamento do projeto.

Deste modo, esses fatores de Premissa, Risco ou Restrição são importantes no planejamento e execução de projetos de qualquer área, e em TI não é diferente. Aplicando os conceitos acima, as chances de o projeto falhar ou não ser executado são pequenas, garantindo a integridade da empresa e a satisfação do cliente.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe seu comentário abaixo!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *