Formas de comunicação mercadológica e como aplicá-las na gestão de sua empresa

Conhecimento é poder, não é mesmo? Na era da informação, quem deixa de utilizar canais de comunicação perde clientes e espaço. E o oposto também é verdadeiro. Além de aumentar a lucratividade, quem faz bom uso delas agrega valor à imagem de seu negócio.

Um caminho certeiro para o correto posicionamento e valorização da marca está na comunicação mercadológica. Vertente da comunicação empresarial, ela tem o foco voltado para as vendas. Por isso, apesar de fazer parte do espectro da comunicação organizacional, ela é diferente da comunicação institucional, que tem como objetivo transmitir a identidade da corporação para seus stakeholders.

Na comunicação mercadológica, o propósito está voltado para divulgação de produtos, posicionamento de marca, criação de preferência, encurtamento do processo de compra, etc.

No entanto, para conseguir tudo isso, é necessário promover, em primeiro lugar, uma comunicação integrada, planejada e estratégica. Neste sentido, é interessante contar com o apoio de novas tecnologias, como softwares e outras ferramentas.

Comunicação mercadológica e suas formas

Conhecer as formas de comunicação mercadológica e saber como aplicá-las pode colocar o negócio um passo à frente da concorrência. A seguir, apresentamos algumas delas e suas vantagens. Confira:

Propaganda

É paga e se manifesta de várias maneiras. Os meios mais comuns para veiculá-la são a TV, o rádio, jornais, revistas, outdoors e a internet.

Como a lógica por trás dela é a repetição, as chances de o consumidor lembrar da marca são grandes.

Publicidade

Dedica-se à divulgação espontânea de uma empresa, um produto ou serviço.

Um exemplo prático disso é quando você fala bem de uma determinada marca a um amigo. Sua característica principal é o famoso “boca a boca”.

Um de seus benefícios é que não necessita um orçamento para ser viabilizada.

Promoção de vendas

Geralmente, tem prazos definidos para começar e terminar.

Ela atrai clientes consideravelmente e pode aumentar as vendas por um período, como as promoções por estações, por exemplo.

Eventos

Investir nessa estratégia possibilita que a marca conheça e interaja com seus consumidores.

É um modo de venda com menos apelo comercial. Por isso, tende a ser melhor aceito pelo público.

Merchandising

Está inserido dentro do ponto de vendas. Ele tem como objetivo criar o máximo de diferenciação em relação à concorrência.

Dependendo do ramo de atuação da organização, a vantagem é que ele pode ajudar a chamar atenção para o produto oferecido.

Marketing direto

É aquele que fala diretamente com o cliente, sem intermediários. Ele ajuda a estreitar o relacionamento e tem como objetivo torná-lo duradouro.

São várias as opções de marketing direto: mala direta, telemarketing e e-mail marketing, por exemplo. Este último é bastante usado atualmente, pois chega ao consumidor de maneira rápida e a um baixo custo para a empresa.

Venda pessoal

É a interação direta com o potencial comprador. Tem como finalidade mostrar a mercadoria ou o serviço e tirar dúvidas do consumidor.

Entre suas vantagens, está a possibilidade de observar como ele se comporta.

Relações públicas

Servem para promover ou proteger a imagem de uma instituição.

O benefício de fazer uso dessa prática é potencializar a imagem da empresa através da mídia. Publicações na imprensa, por exemplo, conferem grande credibilidade.

Conclusão

Por fim, mais do que conhecer as formas de comunicação mercadológica, é importante saber quais são as dores do público que você deseja alcançar. A partir daí, é possível montar um plano de comunicação eficiente.

Utilizar adequadamente os canais disponíveis pode contribuir para a obtenção de bons resultados. Afinal, a concorrência é grande e se fazer visível está cada vez mais difícil, não é mesmo?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *