Entenda o que a Governança de TI pode fazer pela sua empresa

entenda-o-que-a-governanca-de-ti-pode-fazer-pela-sua-empresa

A tecnologia está profundamente integrada a vários setores do ambiente corporativo. Áreas como a logística, gestão de estoque, análise de mercado e administração utilizam ferramentas de TI diariamente para executar um trabalho de alta performance e qualidade.

Nesse cenário, o empreendimento deve criar estratégias que auxiliem a integração das metas do setor de TI com as de todo o negócio. Assim, a empresa será capaz de atingir objetivos com mais agilidade e segurança.

Esse é o papel da governança de TI. Se você quer saber como ela se insere no meio corporativo, continue nos acompanhando!

Qual o papel da governança de TI no ambiente corporativo?

A governança de TI é um conjunto de processos, estratégias e metodologias implementado pelo setor de TI para alinhar as práticas do setor com os objetivos do negócio.

Ela permite que os profissionais da área atuem lado a lado com líderes de outras equipes em busca de uma cadeia operacional mais eficiente e uma infraestrutura que seja capaz de auxiliar as principais rotinas da companhia.

Uma política de governança de TI sólida deve ter como foco os seguintes fatores:

  • alinhar a infraestrutura de acordo com o perfil do negócio e os seus objetivos a médio e longo prazo;
  • fazer o melhor uso possível dos recursos disponíveis, com um custo financeiro baixo e mais agilidade;
  • ter uma infraestrutura robusta e protegida contra ataques;
  • manter todos os sistemas e dispositivos com alto índice de produtividade.

Para que esses objetivos sejam alcançados, o setor de TI terá um planejamento contínuo. Todos os objetivos e métricas serão alinhados regularmente com outras áreas. Assim, a governança sempre estará adaptada ao cenário do mercado e as necessidades da empresa.

Como as políticas de governança de TI impactam o negócio?

A governança de TI leva a infraestrutura de serviços digitais do empreendimento para o centro das estratégias de cada setor. Cada dispositivo e sistema empresarial será visto como uma peça de um quebra cabeças que, unido, facilita ao sucesso das abordagens comerciais do empreendimento.

As rotinas de gestão serão moldadas para que cada ferramenta esteja adaptada ao seu uso. Além disso, novos investimentos levarão como base as necessidades de cada setor e os seus objetivos, maximizando o retorno obtido.

Uma vez que toda a cadeia operacional estará alinhada, inovar será algo simples: todas as equipes atuarão em conjunto para solucionar problemas em um ambiente colaborativo e de alta performance. Isso reduz o número de erros e maximiza os índices de produtividade, reduzindo custos gerais.

A relação da governança de TI com a governança corporativa

A governança de TI integra-se às boas práticas de gestão, dando a empresa uma capacidade maior de atingir os seus objetivos e otimizar o seu ambiente de trabalho.

Nesse sentido, a definição de uma estratégia unificada de governança aumenta a confiabilidade dos dados internos além de reduzir as chances de fraudes e problemas de segurança ocorrerem.

Como consequência, o gestor terá mais controle sobre os processos internos e poderá garantir um nível de qualidade maior para os processos do negócio. A disseminação de boas práticas será simples, tornando o negócio competitivo.

O que você acha da governança de TI? Como ela pode impactar a sua empresa? Conte para a gente nos comentários!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *