Quais os benefícios de promover a diversidade nas organizações?

Promover a diversidade nas organizações talvez seja uma das necessidades mais crescentes no mundo corporativo, já que possuir perfis diferentes integrando uma mesma equipe é extremamente importante por uma série de motivos.

Nos Estados Unidos, por exemplo, somente 3% dos cargos de direção de criação nas agências de publicidade são ocupados por mulheres e, neste mesmo cenário, apenas 5,85% de publicitários são negros. Uma estatística em declínio desde 2010.

A realidade não é muito diferente no Brasil. Ainda que estejamos inseridos em uma realidade multicultural, são apenas 5% dos empreendimentos que consideram a diversidade nas organizações como ponto crucial ao longo do seu planejamento estratégico.

No entanto, aquelas que investem na contratação inclusiva veem que mais de 75% dos colaboradores sentem-se confortáveis para expor ideias e adotar padrões disruptivos. Fator que, diante do atual cenário tecnológico e amplamente mutável, tornou-se indispensável para o sucesso de qualquer marca.

Contudo, quais são os principais benefícios que justificam o aumento da diversidade nas organizações? Isso é o que veremos, a seguir.

Diversidade nas organizações: uma tendência atemporal

Há uma série de benefícios relacionados à promoção da diversidade nas organizações. De pronto, inserir perfis diferentes na equipe é uma forma de enxergar novas oportunidades sob outros pontos de vista, reduzir os conflitos, disseminar a empatia, criar ambientes favoráveis ao compartilhamento de experiências, proporcionar resultados mais criativos, incentivar engajamento entre as pessoas, aumentar a motivação e produtividade.

A lista é grande e poderíamos continuar oferecendo exemplos das vantagens de contar com a diversidade nas organizações para o alcance de diferenciais competitivos e a riqueza das estratégias de negócio.

Para aumentar os índices de inclusão no ambiente de trabalho, sua empresa deve abrir as portas para candidatos das mais diversas origens, culturas e crenças. É importante manter o pensamento de que a diversidade não inclui apenas questões de gênero ou raça. Mas, também está relacionada à idade, sexualidade, perfil socioeconômico, local de origem, habilidades e escolhas profissionais. Vale lembrar que a diversidade nas organizações não tem a ver somente com as pessoas contratadas – mas com os parceiros, fornecedores e terceirizados.

Como aumentar a diversidade nas organizações?

Há várias maneiras de promover a diversidade nas organizações e, consequentemente, perceber algo mágico acontecendo no ambiente de trabalho. E não pense que é preciso ir muito longe, nem traçar planos mirabolantes para iniciar a mudança. As medidas podem ser simples, contanto que sejam eficazes.

Uma das ideias mais eficientes é implementar e incentivar, aos poucos, outra nova cultura na empresa e a atualização nos processos de recrutamento.

Isso serve também para mudar a forma como a empresa é vista, de fora para dentro. Em outras palavras, não é só uma mudança de processos internos, mas uma transformação que seja percebida em todos os projetos, para que, independente da solução produzida, ela esteja fortemente conectada com a realidade.

Para mudar de vez a realidade da organização, uma alternativa interessante écriar programas de inclusão, envolver colaboradores em trabalhos voluntários e mostras culturais, capacitar líderes para que passem as mensagens corretas às respectivas equipes, desenvolver políticas e práticas de gestão, incentivar o respeito à individualidade e estabelecer canais transparentes de comunicação.

Não há dúvidas de que a ausência de perfis diversos nos times corporativos representa um problema estratégico do negócio. Pensar diferente e observar a mesma situação sob outros pontos de vista não é apenas uma tendência, mas uma necessidade.

Os índices apresentados no início deste texto comprovam que ainda há muito a ser feito. Ao mesmo tempo, também significam que existe um oceano a ser explorado – e isso precisa acontecer agora! A diversidade importa porque existe e não pode ser ignorada.

O ramo empresarial está em constante transformação. Continue se atualizando, no blog!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *