Como fazer o controle de desperdício na indústria

Criar mecanismos para reduzir o desperdício na indústria nunca foi tão necessário como no cenário atual. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram que os custos industriais subiram 8,6% no terceiro semestre de 2020. Estes custos já vinham crescendo nos trimestres anteriores e tendem a continuar subindo em 2021.

A alta de preços nos insumos e matérias-primas se deve a dois grandes fatores. Por um lado, a alta do dólar aumenta o preço destes produtos. Por outro, as dificuldades na obtenção dos insumos contribuem para este quadro. A CNI aponta que 68% das indústrias brasileiras apresentam dificuldades para obter insumos. 

Os custos se referem tanto a bens nacionais quanto importados. Isso porque a oferta de insumos e a procura não estavam alinhadas no período da pandemia. Mesmo com a indústria voltando às atividades, os produtores e fornecedores tinham estoques baixos

A redução dos estoques foi uma medida necessária para evitar o desperdício na indústria. Porém, a demanda voltou quase à normalidade e se tornou maior que a capacidade de produção. 

Segundo os dados da CNI, quase metade das indústrias apontam dificuldade de atender seus clientes pela falta de estoque. Ao mesmo tempo, 38% delas relatam não conseguir aumentar sua produção. Controlar o desperdício na indústria está ligado a tentar diminuir estes números. Continue lendo o artigo para entender mais!. 

Principais causas de desperdício na indústria

O desperdício na indústria está relacionado a diversos fatores de uma linha de produção. O conceito de Lean Manufacturing já previa diversos pontos críticos em que isso pode ser observado.

O Lean Manufacturing é uma metodologia para trazer mais eficiência à indústria, utilizando a menor quantidade de recursos possível. Por isso, ajuda a detectar as principais causas de desperdício. Veja quais são.

Excesso de matéria-prima

O excesso de insumos, ferramentas ou qualquer outro item utilizado na linha de produção pode ser uma causa de desperdício na indústria. Além de representar gastos desnecessários, dependendo da vida útil do material, parte dele pode ser extraviado e acarretar em gastos para a empresa.  

Além disso, excesso de materiais exige uma maior ocupação do espaço, dificulta o trânsito de colaboradores e até mesmo atrapalha manutenções. Por isso, é importante planejar o layout da fábrica e também a gestão de materiais da indústria

Tempo de espera

Outro fator impactante é o desperdício de tempo. Isso pode ocorrer devido a burocracia, problemas nos processos ou tempo de manutenção de equipamentos. Tudo isso causa ociosidade na produção e atrasos nas entregas. 

Assim, é necessário otimizar os processos, organizar a produção e promover uma estrutura flexível no trabalho. Isso ajuda a resolver diversos problemas relacionados ao tempo. 

Deslocamentos na área de produção

Outro problema na indústria é o deslocamento de colaboradores, equipamentos e materiais. A necessidade de chegar até pontos distantes da fábrica para operar máquinas ou resolver problemas prioritários são consequências de layouts mal planejados

Isso também causa desperdício, tanto de tempo quanto de espaço produtivo. Além disso, se as instruções ou o fluxo de produção não são fornecidos de maneira clara, também pode haver deslocamentos desnecessários. 

Transporte mal planejado 

Como já foi comentado, muitas vezes existem deslocamentos desnecessários de recursos e pessoas dentro de uma indústria. Isso não apenas representa desperdício de tempo, como atrasos caso um recurso demore a chegar ou seja enviado para o local errado. 

É comum que uma carga ou insumo seja enviado para o local errado ou passe por trajetos e rotas que atrasam o deslocamento. Mesmo a logística do transporte externo precisa ser observada para evitar este tipo de inconveniente. 

Produção maior do que a necessária

A produção acima da demanda também é um tipo de desperdício na indústria. Estoque parado significa perda de dinheiro. A produção a mais do que o necessário pode levar ao acúmulo de estoque na fábrica e perdas financeiras. Muitos produtos não podem ser armazenados por longos períodos, sob risco de se deteriorarem ou se tornarem obsoletos. 

Processamento Excessivo

Os processos industriais são importantes para organizar a produção. Porém, precisam ser planejados para trazer otimização e eficiência, para assim agregar valor. A falta de planejamento e estratégia para atingir os objetivos pode ser um problema. 

Muitas vezes são incluídas etapas em excesso na linha de produção, que acabam atrapalhando o processo produtivo. O fluxo mal pensado também é um desperdício de tempo e dinheiro, que pode levar a aumentos do tempo entre pedido e a entrega. 

Defeitos produtivos

Não existem dúvidas de que a produção de mercadorias com defeito e o uso de materiais com avarias são tipos de desperdício na indústria. Isso porque pode haver necessidade de retrabalho ou de uso de mais materiais. Isto, é claro, se houver como reparar o erro. 

Elaborar uma mercadoria com defeito pode indicar problemas no processamento dos insumos, uso de matérias-primas de baixa qualidade ou mão de obra sem qualificação adequada para realizar o processo. 

Dicas para evitar desperdícios 

A fim de evitar problemas como os citados acima, existem algumas atividades que podem ser realizadas para melhorar o processo produtivo e evitar desperdício na indústria:

  • Gestão de materiais e estoque;
  • Gestão da produção;
  • Organização logística;
  • Melhoria no layout do chão de fábrica;
  • Manutenção preventiva nas máquinas;
  • Reutilização de materiais;
  • Maior atenção com os fornecedores. 

Como a tecnologia pode ajudar 

Não somente para otimizar os processos é que a tecnologia pode ser aplicada na indústria. Além de auxiliar a evitar desperdícios de materiais, tempo e recursos, soluções especializadas têm a capacidade de melhorar a qualidade da entrega e tornar o processo mais seguro. 

O planejamento da produção através de tecnologia pode prever uma série de situações que em processos manuais não seria possível prever. O uso de ferramentas de resolução de contingências inclui: 

  • Criação de cenários hipotéticos para prevenção de riscos; 
  • Mudanças instantâneas interativas na programação; 
  • Análise de impacto para todas as opções disponíveis.

Um sistema APS, por exemplo, já ajudou clientes a reduzir o desperdício em 35% e a aumentar a produtividade em 18%. Isto só é possível através do mecanismo de otimização que combina mais de 70 critérios de análise de diversos setores da fábrica. 

Além disso, a ferramenta analisa o planejamento levando em consideração tarefas prioritárias, o que otimiza o processo de produção e a utilização de estoque. Com isso, os custos gerais também podem ser reduzidos, melhorando toda a cadeia de produção e o fluxo de processos. 

Quer saber mais sobre como melhorar o desempenho geral da sua indústria e evitar desperdícios, continue se aprofundando nos conteúdos sobre manufatura do nosso blog.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *