Controladoria jurídica: qual é o seu papel no workflow da empresa?

A controladoria jurídica é uma forma de gestão que está se tornando cada vez mais necessária em escritórios e departamentos jurídicos. No contexto da Advocacia 4.0, a gestão exige, mais do que nunca, métodos que auxiliem na boa organização de processos para a obtenção de melhores resultados.

Com o alto volume de dados, a crescente migração dos meios físicos para os digitais e o uso de automação de tarefas, a controladoria jurídica surge como uma forma eficaz de controle de uma série de atividades do ramo do Direito.

 

Quer entender como essa gestão pode melhorar seu sistema de workflow? Então, confira a seguir o que é controladoria jurídica e qual sua importância para escritórios e empresas!  

O que é controladoria jurídica?

Trata-se de uma forma de organizar e garantir um controle mais eficaz sobre as operações do mundo jurídico. Na era digital, acompanhar de perto todas as atividades e os prazos da rotina profissional pode ser um grande desafio – sobretudo, se pensarmos nos antigos métodos de trabalho, burocráticos e manuais.

Para seguir a rápida dinâmica e a complexidade dos tempos atuais, a controladoria jurídica surge como um setor para organizar tarefas, automatizar processos operacionais e gerir dados. Assim, é possível otimizar o tempo do profissional jurídico, para que ele possa se dedicar a demandas mais estratégicas.

Nesse sentido, é importante compreender que a controladoria não deve ser vista como um setor independente, mas como uma ferramenta especializada de gestão para auxiliar o advogado e os demais setores da empresa.

Qual é a sua importância para escritórios e departamentos jurídicos?

Gestão de informações

Com uma gestão especializada, o setor de controladoria jurídica garante uma administração eficiente de todas as informações. Organizando as etapas e desenhando o fluxo de trabalho, ela propicia maior segurança na prestação dos serviços jurídicos e nas tarefas rotineiras.

Padronização de processos

A controladoria jurídica também é importante porque trabalha com padronização de processos e dados. Isso contribui para que todas as equipes de uma empresa atuem de modo alinhado aos objetivos e metas pré-estabelecidos, reduzindo gargalos nas operações.

Compliance

A implementação de políticas internas e compliance depende da controladoria jurídica, realizando treinamentos e elaborando manuais a serem seguidos pelos colaboradores. Isso é essencial para que as práticas organizacionais se mantenham em conformidade tanto com a lei, quanto com os objetivos internos da empresa.

Automação de tarefas

Além disso, a controladoria jurídica é fundamental para otimizar as operações. Por meio de softwares jurídicos, as atividades mais repetitivas ficam a cargo desse setor, permitindo que o advogado foque em seu trabalho técnico e melhore a sua atuação estratégica.

Indicadores de desempenho

Por meio de indicadores de desempenho, a controladoria jurídica mensura e analisa os dados organizacionais. Com relatórios periódicos e informações objetivas, é possível ter maior clareza sobre os resultados da empresa, identificando com precisão os pontos de melhoria necessários.

Para isso, o setor verifica o cumprimento de metas, a qualidade dos serviços, o nível de produtividade, o retorno dos investimentos e diversos outros fatores, fazendo uma ampla verificação da qualidade.

Prevenção de riscos

Quando se tem um grande volume de dados jurídicos, é preciso ter cuidado com falhas operacionais e evitar danos, como perda de prazos e riscos orçamentários. Nesse contexto, mais uma importante função da controladoria jurídica é garantir a segurança operacional, através de auditorias.

Qual o papel da tecnologia para a controladoria jurídica?

Com tantos benefícios trazidos pela controladoria jurídica, pode-se dizer que ela é essencial no processo de inovação do workflow da empresa. Com planejamento, organização e métodos específicos, é possível implementar um sistema eficiente de fluxo de trabalho a ser seguido por todos os colaboradores.

É importante ter em mente que a controladoria jurídica está intimamente ligada ao uso de tecnologia. E, para isso, você deve contar com um software de gestão jurídica.

Afinal, os escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas lidam diariamente com uma ampla carteira de clientes – o que acarreta em uma grande quantidade de processos e dados. Sendo assim, a tecnologia torna-se um elemento-chave para otimizar esse trabalho e proporcionar uma gestão de qualidade.

Como você viu, a controladoria jurídica já é vista como um setor estratégico nas empresas, ajudando a definir procedimentos e a estabelecer um workflow eficiente.

Agora que você já sabe da importância dessa gestão, descubra como mapear processos com o BPMN para tornar sua performance ainda melhor!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *