Comunicação Unificada

Nos últimos anos a maneira como recebemos e trocamos informações vêm mudando drasticamente. As ligações vêm sendo substituídas por emails, SMS, scraps ou tweets, que por estarem em diferentes ferramentas, consomem bastante tempo para serem gerenciadas. Nesse contexto a comunicação integrada veio para facilitar o dia-a-dia, integrando informação de maneira rápida e eficiente!

O que é Comunicação Unificada?

Comunicação Unificada não é apenas uma tecnologia ou uma ferramenta. É um conjunto de ferramentas, dispositivos e tecnologias que disponibilizam informações em tempo real. Como exemplo podemos citar a possibilidade de receber uma mensagem na secretária eletrônica através do ramal em seu escritório e poder ouvi-la através da caixa de e-mail em qualquer lugar do mundo.

Seguindo este conceito, é possível que as centrais analógicas deixaram de existir e a nova linha de centrais,  baseadas em IP, entrará no mercado de comunicação. Por conseqüência haverá a necessidade de mudanças e quebra de paradigmas na maioria das empresas.
Em contra partida a redução dos custos que as novas centrais IPs trazem é um dos grandes atrativos para a convergência de tecnologia, um ponto que deve ser considerado no uso das novas centrais digitais.

Além das centrais baseadas em IP, podemos citar como parte da Comunicação Unificada ferramentas de e-mail, mensageiros instantâneos, videoconferência, portais de colaboração e redes sociais.

Uma das vantagens que essa novidade traz é a de que as pessoas não precisam mais fornecer o seu número fixo ou de celular. “Elas passam a ter um único número para serem localizadas, não importa onde estejam. A solução se encarrega de rotear a chamada”, explica o especialista em comunicações unificadas & colaboração da IBM para a América Latina, Bruno Eugênio Javarez.

Apesar de atualmente as grandes fornecedoras de soluções em comunicação dominarem o mercado, cada vez mais as ferramentas open source vêm ganhando espaço nas empresas de médio e grande porte.  Um dos exemplos disso é o software chamado Asterisk , comercializado pela Teclógica, que serve como base para os principais softwares IP.

Fonte: Edileuza Soares, da Computeworld (13 de abril de 2011 – 07h56).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *