Como a tecnologia pode ajudar na tomada de decisões?

O mercado atual, marcado por uma alta competitividade e cada vez mais pautado em inovações, têm pressionado as empresas a se reestruturarem para se alinhar a uma nova realidade.

Nesse contexto, a tecnologia é, sem dúvidas, a chave para processos mais ágeis, maior eficiência na comunicação — seja interna ou externa — e para um processo de tomada de decisões mais acertadas.

A internet das coisas (IoT), a aprendizagem avançada da máquina, a arquitetura de segurança adaptativa e serviços em nuvem são tendências que devem fazer toda a diferença em empresas de todos os portes.

Quer saber um pouco mais a respeito do papel da tecnologia na tomada de decisões? Então veja o que preparamos para você:

Maior participação da TI na estratégia do negócio

A TI demonstra sua importância ao tornar operações complexas em rotinas simplificadas que tendem a favorecer o processo decisório. Ao longo dos anos, os profissionais de TI passaram a ter uma relevância cada vez maior para as empresas.

Conforme a tecnologia foi se tornando mais presente na rotina das organizações, a TI tornou-se realmente estratégica. Hoje, ela serve de apoio para a otimização de processos, integração entre setores e também para uma melhor segurança da informação.

Uma TI mais participativa e determinante na estratégia de negócios oferece um grande auxílio às empresas, seja operando os mais diversos sistemas, manipulando dados e informações de extremo valor e/ou prestando suporte para que as decisões estejam alinhadas ao mercado e suas tendências.

Integração das informações

A dinâmica interna das empresas é bastante complexa e envolve uma grande quantidade de processos. Por isso, analisar e atender as demandas de todos os setores que compõem a empresa nem sempre é uma tarefa simples.

Com o auxílio da tecnologia, no entanto, a integração de todos os setores de uma organização se tornou um padrão. Por meio de sistemas de gestão, softwares personalizados, automação de processos e computação em nuvem, por exemplo, a manipulação e compartilhamento de informações é uma realidade.

Isso permite aos líderes e gestores conseguir um melhor embasamento para as suas decisões, não necessitando confiar apenas no feeling — afinal, eles têm o apoio de dados reais da empresa e de mercado, fornecidos por softwares específicos.

Agilidade das decisões

Para conseguir se manter alinhado ao mercado e gerar vantagens competitivas, é necessário fazer uma análise constante e tomar decisões rápidas para não perder boas oportunidades.

A tecnologia também contribui nesse ponto, pois é graças à integração proporcionada pelos mais diversos sistemas e pela facilidade na comunicação que o mercado está mais globalizado do que nunca. Uma empresa pode coletar dados de filiais em diferentes locais com facilidade, por exemplo.

Isso, sem dúvidas, facilita o fluxo de informações, permitindo que os líderes empresariais tomem conhecimento rapidamente sobre questões internas da empresa e também externas e possam decidir com agilidade sobre os ajustes necessários.

Recursos tecnológicos que reforçam a tomada de decisões

Hoje, existem diversas tecnologias para aprimorar a rotina das operações de empresas e facilitar a tomada de decisões. Entre as principais, podemos citar:

Gestão de tempo

Por meio de softwares e sistemas, já é possível monitorar equipes na execução das suas atividades, analisando o tempo gasto nos processos, produtividade e nível de eficiência.

Munido desses dados, fica mais fácil realizar ajustes para otimizar a lucratividade, identificar gargalos ou quaisquer outras inconsistências que prejudicam o bom aproveitamento do tempo.

Gestão de processos

A tecnologia permite aos gestores lidar com grandes volumes de dados, tornando-os mais acessíveis e utilizáveis. Por exemplo, softwares podem fornecer estatísticas reais sobre o negócio, melhorando a visibilidade dos pontos fortes e frágeis das operações.

Manter tudo isso organizado traz grandes benefícios, pois a partir do momento em que a empresa consegue administrar informações internas, fazer leituras mercadológicas e automatizar processos, a gestão de projetos melhora. Assim, é possível antecipar demandas e formular estratégias mais precisas, por exemplo.

Por fim, a tomada de decisões eficiente depende do uso da tecnologia, e cabe aos líderes das empresas a decisão de empregar as inovações em seus negócios, usufruindo de todas as suas vantagens.

Gostou do post? Então não pare por aqui: assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos sobre esse e outros assuntos direto no seu e-mail!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *