Como gerar engajamento de funcionários em 6 passos

O engajamento de funcionários é um dos principais focos da gestão de pessoas de uma empresa, pois alicerça o crescimento estruturado de uma organização. Sem pessoas realmente envolvidas com o sucesso da atividade, os resultados nunca serão compatíveis com o potencial produtivo da empresa.

Mas o engajamento não é um ponto fácil de ser atingido. Além da resistência de alguns funcionários, nem sempre as diretorias de uma organização entendem seu valor para os negócios. Por isso, neste post traremos algumas dicas para buscar o engajamento efetivo dos funcionários e sua correta valorização. Acompanhe!

 

6 passos para gerar engajamento de funcionários

1. Conheça o perfil dos seus colaboradores

O sucesso do engajamento está na comunicação entre empresa e funcionário, e, para isso, é preciso entender o perfil dos interlocutores.

Atualmente, o mercado de trabalho comporta várias gerações de profissionais diferentes. Além dessa diversidade de crenças e comportamentos, cada setor também atrai estilos diferentes de indivíduos.

Uma empresa de tecnologia da informação, por exemplo, tem profissionais mais criativos e mais próximos de tecnologias e inovações. Enquanto setores de manufatura ainda concentram profissionais mais tradicionais, que, apesar de também estarem incluídos na era digital, ainda operam e valorizam outros meios de comunicação.

Realizando uma pesquisa de clima organizacional e do perfil dos funcionários, uma empresa pode conseguir entender qual a melhor maneira de comunicar com seus colaboradores.

2. Escolha meios de comunicação mais eficientes

Conhecendo o perfil dos funcionários, os meios de comunicação poderão ser escolhidos com mais precisão. Isso não significa que algum deles precisará ser excluído, mas o gestor entenderá, dentro de suas possibilidades, quais serão mais apropriados para cada situação. Algumas possibilidades são:

Comunicação por meio de TV Corporativa, jornal-mural e revista

A TV Corporativa é uma ferramenta eficiente e que abrange todo o público de uma corporação, com a possibilidade de transmitir vídeos, imagens e animações. Seu conteúdo pode ser melhor assimilado pelos funcionários, pois possibilita uma maior interação. Além de tornar a comunicação mais dinâmica e atrativa.

Para transmitir boas práticas de segurança no trabalho na SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho), por exemplo, a empresa pode criar uma programação de vídeos que relate situações perigosas e como evitá-las.

Assim como um canal de televisão, a TV Corporativa deve ter uma programação idealizada por um setor específico, de acordo com os propósitos da empresa. Considerando estrategicamente os horários de maior audiência e quais tipos de conteúdo são mais envolventes para seu público.

Jornais fixados em mural são ideais para garantir que informações importantes sejam amplamente difundidas pela empresa. Mesmo para aqueles funcionários que possuem pouco ou nenhum hábito de acessar computadores.

As revistas são meios de comunicação tangíveis das empresas maiores, que possuem filiais em várias localidades. Por terem muitos acontecimentos relevantes em pontos diferentes, elas concentram tais informações nesse impresso, que, por sua necessidade de maior elaboração, não devem ser utilizado para comunicados urgentes. Mas é ótimo para manter um nível de conhecimento sobre a empresa mais uniforme entre todos os funcionários.

Comunicação por meio de intranet e newsletter

Um tipo de comunicação mais dinâmico. A intranet pode reunir diversas informações da empresa, seja para comunicados importantes que afetarão o dia de trabalho ou para informações motivacionais, como cases de sucesso de outros funcionários.

A newsletter também não deve ser utilizada para comunicados urgentes, pois nem sempre ela será lida nas primeiras horas do dia. Por outro lado, é muito eficiente para atualizar a equipe sobre o andamento de um projeto, por exemplo.

Redes sociais e chats

Empresas utilizam também redes sociais e chats internos, associados ou não à intranet. Eles servem para aproximar setores e equipe a respeito de assuntos do cotidiano do trabalho.

3. Defina metas que interessem a todos

Definir metas para o engajamento de funcionários pode atrair a atenção de outros gestores e tomadores de decisão. Pois a informação e seus possíveis resultados estarão descritos quantitativamente, o que é mais tangível.

Com isso, o diretor de finanças de uma empresa pode valorizar o investimento em campanhas de ergonomia para os funcionários, por exemplo. Pois entenderá, por meio de números, que o retorno nos negócios será visível.

É preciso lembrar, porém, que as metas de engajamento devem ser compatíveis com as demandas dos funcionários e suas capacidades de atingi-las. Ou podem ter o efeito contrário.

4. Reconheça e recompense os bons resultados

O engajamento de um funcionário em relação aos objetivos da empresa precisa ter um laço emocional. Ele precisa entender que buscar melhores resultados será tão bom para ele quanto para a empresa.

Por isso, criar planos de recompensa para os funcionários é uma forma de criar um vínculo com os objetivos da empresa e mostrar que também existem benefícios individuais. Com isso, o funcionário terá o sentimento de fazer diferença em uma organização.

5. Dê ferramentas para a equipe evoluir

Além do propósito pessoal que fará com que o funcionário busque os objetivos da empresa, é necessário também oferecer as ferramentas para que ele conquiste esses resultados.

Feedbacks, coaching e oportunidades de crescimento dentro da empresa por meio de recrutamentos internos são boas ferramentas que ajudam o profissional a evoluir em sua carreira. Eles devem ser feitos de forma particular, focando habilidades e dificuldades de cada profissional. Quando bem executados, o feedback e o coaching direcionam os colaboradores para melhorar suas performances atuais. Também demonstram o interesse da empresa em ajudá-los em seu desenvolvimento.

Os recrutamentos internos também são fundamentais para o engajamento de funcionários. Eles mostram à equipe que existe possibilidade de crescimento dentro da empresa e que, por esse motivo, podem e devem se esforçar mais.

Usar tais ferramentas faz com que a empresa retenha talentos e diminua o turnover. Mantendo uma equipe qualificada e integrada por mais tempo.

6. Analise o sucesso do engajamento de funcionários

Como todo planejamento e projeto deve ser acompanhado, o engajamento de funcionários também deve ser constantemente avaliado quanto à sua eficácia.

Com métricas já definidas, é possível avaliar a efetividade das ações. Observando até mesmo de cada um dos meios de comunicação. Se houver necessidades de ajustes, as métricas e o feedback dos funcionários serão as melhores fontes de informação.

O engajamento de funcionários está diretamente ligado à comunicação interna. Não somente a remunerações extras e premiações. Quando bem feita, os funcionários têm o sentimento de pertencimento a uma organização muito mais aflorado. Isso é essencial para o engajamento.

Quer ficar por dentro de outras novidades de gestão alinhada com inovações? Então siga a Teclógica nas redes sociais e receba regularmente conteúdos para melhorar sua gestão e os resultados de sua empresa!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *