Entenda como funciona o sistema de governança de TI

A infraestrutura de TI é parte fundamental da criação de um fluxo de trabalho eficaz e com alto desempenho. Diante disso, empresas devem atuar para melhorar as políticas de gestão, aumentar a capacidade de atuação de profissionais e otimizar os investimentos na área. Para auxiliar nesse processo, entra em cena o sistema de governança de TI.

Esse sistema será essencial para que o setor responsável pela manutenção da infraestrutura de TI tenha uma rotina de trabalho e objetivos de médio e longo prazos alinhados com o negócio. Ele irá atuar ao lado da governança corporativa, diminuindo riscos, tornando sistemas mais confiáveis e eliminando gargalos operacionais.

Quer saber mais sobre o tema? Então veja neste post como o sistema de governança de TI pode afetar a sua empresa!

O que é o sistema de governança de TI?

O termo sistema de governança de TI é utilizado para definir um conjunto estruturado de rotinas, políticas e procedimentos voltados para que a infraestrutura de TI de um negócio apresente alto desempenho continuamente.

Por meio dele, gestores, técnicos e analistas serão capazes de fazer um planejamento de investimentos mais eficaz, definir métricas de médio e longo prazos mais precisas e utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível. Como consequência, a tecnologia irá agregar valor aos serviços da corporação.

O sistema de governança de TI deve ser planejado pelos líderes do setor. Essa documentação será abrangente, abordando detalhes como as políticas de segurança, KPIs de desempenho e processos que possam garantir que o setor de TI seja capaz de atuar com bons índices de produtividade, organização e flexibilidade.

Vale destacar também que o sistema de governança de TI funcionará como um “braço” das políticas de governança corporativa. Juntas, essas estratégias irão tornar a empresa mais competitiva e com capacidade de atender às demandas do mercado.

Bônus: Guia completo para implantar um Service Desk na sua empresa

Como o sistema de governança de TI pode auxiliar a empresa a otimizar processos?

O sistema de governança de TI irá focar, principalmente, no direcionamento e monitoramento das atividades do setor dentro da empresa. Por meio dessa prática, a tecnologia será vista como um indutor de inovação e melhoria de processos. E, para que isso ocorra, a sua atuação deve ser abrangente.

Podemos citar como exemplo os processos de tomada de decisão. Eles são cruciais para que a empresa consiga priorizar os investimentos corretos e atender com precisão às demandas urgentes de usuários. Diante disso, esse tipo de atividade deve ser planejado para que o gestor sempre opte pelas alternativas que apresentem perspectivas de alto retorno.

Nesse quadro, o sistema de gestão de TI pode ser utilizado para que a empresa crie um processo de tomada de decisões baseado em uma análise precisa dos dados do mercado. A definição de métricas de médio e longo prazo será feita com base nos objetivos de outros setores. Dessa forma, as operações de TI da empresa estarão alinhadas com outras áreas da empresa, gerando um fluxo de receitas mais amplo.

Com políticas de manutenção e otimização de infraestrutura, a empresa consegue aumentar o desempenho dos seus dispositivos de TI, reduzindo os custos com tecnologia. Além disso, políticas de controle de acesso e segurança digital aumentarão a confiabilidade de sistemas e ferramentas corporativas.

Na ausência de um sistema de governança de TI abrangente, uma série de processos e políticas podem ser impactados negativamente, dos quais podemos destacar:

  • As políticas de segurança da informação e privacidade.
  • As políticas de gestão de risco.
  • Processos de suporte ao usuário.
  • Processos de tomada de decisão.
  • Rotinas de monitoramento de recursos.
  • Organização da infraestrutura.
  • Diminuição da proatividade de técnicos.
  • Redução da produtividade do setor.
  • Desalinhamento de estratégias entre o setor de TI e o resto do negócio.

Como usar a consultoria na melhoria do sistema de governança de TI?

A contratação de serviços de consultoria de TI é uma estratégia utilizada por várias empresas que buscam formas de otimizar o seu fluxo de trabalho e ampliar a sua capacidade de atuação.

O trabalho do consultor é abrangente, sendo ele responsável por realizar uma avaliação crítica de todas as políticas de gestão do negócio e indicar formas de otimizar recursos e eliminar processos ineficazes. Consequentemente, a empresa irá desenvolver novas formas de atuar, pautadas na busca por resultados e maior produtividade.

Nesse contexto, o consultor de TI pode auxiliar a empresa a otimizar o seu sistema de governança de TI e encontrar uma rotina de trabalho mais adequada às suas necessidades. O serviço de consultoria irá avaliar os principais pontos do sistema de governança, rastreando processos de baixa eficácia, avaliando quais são as rotinas que necessitam de melhoria e como é possível reduzir custos a médio e longo prazos.

O suporte de TI passará a ser mais proativo com novas rotinas e métodos de monitoramento de recursos. Ferramentas serão implementadas em toda a infraestrutura de TI para que a empresa possa avaliar o funcionamento de todos os dispositivos com agilidade e precisão. Como consequência, técnicos poderão identificar problemas mais facilmente.

Já os índices de inovação serão ampliados com melhorias nos processos de gestão e a criação de um ambiente de trabalho colaborativo. Funcionários estarão mais abertos a receberem feedbacks e a criarem processos em conjunto. Consequentemente, a empresa poderá adotar métricas e objetivos mais ousados.

Por meio da otimização de processos, a empresa pode reduzir ou tornar mais preciso o seu TCO (Total Cost of Ownership, ou Custo Total de Oportunidade, em tradução livre). Isso será possível por meio de medidas de manutenção preventiva e melhorias nos processos de gestão.

Empresas devem enxergar a tecnologia como uma forma de inovar, otimizar processos e aumentar o seu nível de produtividade. Bons investimentos em TI facilitam a execução de rotinas, aumentam a capacidade do empreendimento atender às demandas do mercado e tornam processos internos mais flexíveis.

No entanto, para que isso seja possível, o gestor de TI deverá implementar um sistema de governança de TI abrangente. Ele lidará com toda a infraestrutura de TI do negócio, alinhando objetivos e melhorando a forma como atividades são executadas. Assim, as soluções de TI podem se integrar aos processos internos e melhorar o modo como todo o negócio funciona.

E aí, gostou do nosso post e quer receber em primeira mão as principais novidades sobre tecnologia corporativa? Então, assine já a nossa newsletter!

Artigos relacionados

2 Comentários


  1. O assunto e meu total interesse. Quero aprender mais sobre o assunto.

    Responder

    1. Olá Joseilma,

      Agradecemos pelo seu comentário e interesse. Você pode conferir mais conteúdos sobre governança aqui em nosso blog. Segue sugestões que podem te interessar:

      Introdução à Governança de TI – Ferramentas
      Entenda os benefícios do outsourcing de TI para a governança
      Descubra quais são as diferenças entre governança e gestão de TI
      Entenda o que a Governança de TI pode fazer pela sua empresa

      Ficamos a disposição!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *