6 motivos para ter um sistema de monitoramento de rede

Toda empresa de sucesso reconhece que o investimento em tecnologia reduz custos operacionais, melhora a produtividade de profissionais e cria novas fontes de lucro. É por meio das ferramentas de TI que vários empreendimentos criam serviços inovadores, buscam novos mercados e melhoram o seu trabalho diário.

Diante disso, é fundamental que o gestor de TI garanta o melhor funcionamento possível da infraestrutura corporativa. Para que isso ocorra, várias técnicas e rotinas podem ser empregadas.

Entre elas, há a possibilidade de utilizar um sistema de monitoramento de rede, uma parte da infraestrutura de TI cuja performance é crucial para o bom funcionamento de negócios que dependem da internet. Quer saber por que ele deve ser feito? Então, leia o nosso post de hoje!

1. Melhora contínua da segurança de usuários

Hoje, o número de ameaças que utilizam a web para a sua propagação cresce diariamente. Nesse cenário, garantir a segurança e privacidade dos usuários de um serviço que dependa da internet é crucial para qualquer empresa.

Isso é feito, entre outras coisas, por meio de medidas preventivas e que auxiliam na identificação rápida de cada problema que ocorrer na infraestrutura de rede do empreendimento.

Nesse sentido, o sistema de monitoramento da infraestrutura de rede pode ser utilizado como estratégia por empreendimentos que busquem uma capacidade maior de rastrear vulnerabilidades de segurança.

Avaliando continuamente o estado dos principais recursos do negócio, o gestor de TI será capaz de identificar rapidamente ameaças e vulnerabilidades. Assim, será possível aplicar mudanças que tornem os recursos mais robustos e seguros.

2. Rastreamento mais preciso de falhas em aparelhos

Com o monitoramento ininterrupto dos recursos de TI, a empresa torna-se capaz de avaliar continuamente as falhas em sua infraestrutura e definir um fluxo de melhorias.

Problemas em roteadores, servidores e modems são identificáveis assim que começam a afetar o funcionamento dos serviços da empresa. Como consequência, o gestor de TI poderá aplicar medidas que tornem sistemas mais eficazes e com uma performance mais poderosa.

Bônus: Guia completo para implantar um Service Desk na sua empresa

3. Maior capacidade de resposta a problemas

Problemas com a infraestrutura de rede podem afetar todo o funcionamento de um negócio. Gargalos operacionais, alta latência, queda de serviços web e outros problemas tornam o trabalho de profissionais menos produtivo e eficaz. Além disso, a comunicação do negócio e o acesso a dados podem ficar prejudicados, gerando perdas ao negócio.

Para impedir que tais problemas causem um grande impacto nos processos do empreendimento, é importante que o setor de TI tenha capacidade de responder rapidamente aos problemas que eventualmente ocorram com a infraestrutura de rede. Quanto maior o tempo necessário para solucionar uma falha, maior será o prejuízo nos resultados da empresa.

Nesse cenário, monitorar a infraestrutura de rede é crucial para que o empreendimento consiga ter um setor de TI com alta capacidade de ação. Avaliando em tempo real o estado de cada equipamento, técnicos identificarão rapidamente a origem de problemas e, assim, aplicarão as medidas necessárias em um prazo curto.

4. Criação de um fluxo de investimentos com maior retorno

O melhor investimento em TI sempre é aquele que traz o maior retorno para a empresa. Ele vai criar processos mais eficazes, proporcionar melhorias nos índices de produtividade do negócio e facilitar a busca por rotinas mais flexíveis.

Para avaliar qual investimento é o mais viável para um empreendimento, o gestor de TI pode analisar quais são os pontos da infraestrutura do negócio que precisam de melhorias.

Uma das formas mais precisas de identificar gargalos na infraestrutura é monitorando todos os recursos continuamente. Esse processo permite a criação de padrões de consumo, identificação ágil de erros e outros fatores que influenciam a escolha de novos equipamentos.

Consequentemente, com informações mais precisas sobre o real estado de cada dispositivo, o gestor de TI poderá adquirir equipamentos mais alinhados com as necessidades da empresa.

5. Maior foco em projetos e em rotinas críticas

A priorização de processos é um fator que tem grande influência na forma como as rotinas de um setor são gerenciadas. Empresas devem buscar sempre o melhor planejamento possível, com projetos e atividades críticas em destaque. Isso levará o empreendimento a um fluxo de trabalho mais ágil e com maior produtividade.

Uma forma de tornar a priorização de rotinas mais eficaz é aumentando o nível de automação operacional de um setor. Na área de gestão de redes, isso pode ser feito com o monitoramento contínuo da infraestrutura. Essa prática reduz a necessidade de várias atividades de rotina serem executadas, otimizando o foco em projetos e processos críticos.

Alertas podem ser criados para que um técnico seja notificado em caso de falhas ou quando o número de requisições se elevar mais que o normal. Isso dará mais tempo para que profissionais consigam trabalhar em uma rotina com foco nas necessidades dos usuários e dos objetivos de médio e longo prazo da empresa.

6. Manutenção mais econômica com um sistema de monitoramento de rede

A manutenção preventiva da infraestrutura de TI é considerada por muitos especialistas como uma forma eficaz de manter custos com tecnologia de médio e longo prazo baixos. Uma infraestrutura que é otimizada continuamente apresentará sempre a melhor performance possível. Além disso, terá mais capacidade de atender às necessidades dos usuários.

Com o sistema de monitoramento de rede, gestores de TI conseguem criar padrões de funcionamento e avaliar com mais eficiência quais são os pontos críticos que influenciam os sistemas de rede.

Dados poderão ser levantados para identificar como cada dispositivo comporta-se e quais são os equipamentos que devem ganhar mais foco nas rotinas do negócio. Como consequência, o gestor de TI poderá definir uma estratégia de manutenção de alto impacto, capaz de manter recursos com alta performance por longos períodos.

O monitoramento da infraestrutura de rede é uma política que vai influenciar todos os serviços do negócio. Com uma conexão mais eficaz, aplicações que fazem uso mais pesado de banda terão uma performance mais forte e não impactarão o funcionamento de outros sistemas. Além disso, os gastos a longo prazo com TI serão reduzidos, gerando maiores possibilidades de investimento para a empresa.

Agora é a sua vez: a sua empresa já faz o monitoramento de algum recurso de TI? Por qual motivo? Conte para a gente nos comentários!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *