4 erros de gerenciamento de riscos em projetos que se deve evitar

4-erros-de-gerenciamento-de-riscos-em-projetos-que-se-deve-evitar

A execução de qualquer projeto implica em riscos. No entanto, para evitar divergências nos resultados esperados, é preciso que eles sejam controlados. Os problemas podem ocorrer sob a forma de ameaças ou oportunidades, sendo necessário realizar o gerenciamento adequado.

Todo gestor experiente sabe que é necessário solucionar os problemas rapidamente para que a empresa não tenha prejuízos. Geralmente, os impactos negativos de erros e falhas estão relacionados a 3 pontos bastante específicos, mas muito importantes: orçamento, qualidade do produto e prazo final.

Considerando esses aspectos, destacamos aqui 4 erros que devem ser evitados. Veja quais são eles:

1. Falta de planejamento

Essa etapa é importante para definir responsabilidades, atividades e atribuições de cada membro da equipe, sendo importante evitar utilizar um planejamento anterior que não se encaixa para o projeto atual. Cada atividade é única e suas particularidades devem ser respeitadas.

Caso o planejamento seja inadequado, o resultado será retrabalho e a necessidade de novos alinhamentos com os envolvidos. Por isso, é importante se atentar ao escopo e criar sempre um planejamento personalizado, de acordo com as necessidades do projeto.

2. Alterações de escopo

Modificações do escopo ocasionam em problemas de prazos, orçamento e até mesmo qualidade. O cuidado que se deve ter é saber controlar essas mudanças e evitar que elas impactem em outros elementos.

Assim, sempre que houver solicitações, é essencial analisar a necessidade e os problemas que podem ser ocasionados. Diante deste fato, é essencial contar com parceiros especializados, que podem apoiar com os conhecimentos necessários para evitar este tipo de erro.

3. Não realizar a gestão de riscos

A gestão de riscos assegura ao gestor o controle de grande parte dos problemas que podem vir a ocorrer na execução de um projeto, realizando previsões próximas à realidade e diminuindo as incertezas. Desta forma, é extremamente importante realizar a gestão de riscos.

Para fazer esse trabalho, é possível utilizar métodos e processos que ajudam a identificar ameaças ou oportunidades que podem ocorrer. Isso evita interrupções do projeto e garante que seja realizado um monitoramento eficiente desde a elaboração do escopo.

4. Falta de comunicação

A comunicação é importante em qualquer área, e na gestão de riscos em um projeto isso não é diferente. Portanto, cabe ao gestor determinar qual a responsabilidade de cada membro da equipe e indicar como deve ser realizada a comunicação entre eles.

Assim como delegar tarefas, o gestor deve ir além e também saber ouvir, falar e negociar. Escutar o que os integrantes do projeto tem a dizer e considerar as sugestões que eles oferecem é fundamental para que o resultado seja o sucesso. Portanto, as responsabilidades devem ser delegadas, mas o gestor deve atuar como um apoio à equipe.

O trabalho de forma integrada, que busca sempre a solução de problemas para transformá-los em oportunidades, é a grande meta de todo gestor. Para isso, o gerenciamento de riscos em projetos é uma ação que deve permear toda a execução das ações, assegurando sempre que os melhores resultados sejam alcançados.

Restou com alguma dúvida sobre o assunto? Conte pra gente aqui nos comentários!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *